notícias

Em virtude da pandemia, doação de sangue pode ser realizada por agendamento

Estoque de sangue de Irati está baixo; unidade fará coleta com horário estendido para quem deseja doar na terça-feira (11)
Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) de Irati fica na rua Coronel Grácia, 761. Foto: Rodrigo Zub
Por causa da pandemia do coronavírus, a Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) de Irati está realizando a coleta de sangue por agendamento. O objetivo é evitar o contato entre as pessoas e as aglomerações. Contudo, a coleta diminuiu no período com o distanciamento. “O nosso maior entrave é que antigamente conseguíamos coletar muito mais bolsas de sangue porque conseguíamos reunir muito mais pessoas. Hoje em dia, com distanciamento social, infelizmente temos que espaçar essas coletas de sangue”, explica a médica responsável pela unidade, Larissa Mazepa.

Apesar de ter sangue, os estoques diminuíram e operam no limite. “Nós aqui ainda conseguimos manter uma linha de que estamos consumindo o que estamos coletando”, revela a médica. Os estoques no estado são interligados, ou seja, se há falta de sangue em Irati, é possível buscar bolsas em Curitiba. O processo inverso também ocorre. Larissa conta que esses processos já aconteceram e que a dificuldade acontece em todo o estado. “Irati dentro do seu contexto ainda está conseguindo se manter, mas temos unidades, a exemplo de Curitiba, que não estão conseguindo se manter e que precisam da nossa pequena unidade de Irati para conseguir salvar mais vidas”, relata.


O chefe da UCT de Irati, Amauri Kubaski, disse que as coletas estão tendo todos os cuidados necessários para garantir a saúde dos doadores. “Com essa pandemia, apesar de tudo, nós só temos a agradecer, tanto os doadores de Irati e região que tem vindo aqui, tem agendado, e nós tomamos todos os cuidados de distanciamento e horário marcado”, destaca.

Quem pode doar?

Pessoas maiores de 18 anos podem doar sangue. Já adolescentes entre 16 a 18 anos podem doar, acompanhados dos pais ou responsáveis. O doador precisa estar em bom estado de saúde, sem sintomas gripais, e ter parceiro sexual fixo. Nas medicações, é contraindicado a doação de pessoas que tomam remédios para diabetes e hipertireoidismo. Quem faz reposição hormonal também não pode doar. Já os fitoterápicos permitem que a pessoa seja doadora. Pessoas com hipotireoidismo controlado também podem doar, assim como hipertensos que controlaram a doença.

Doação de medula

Atualmente, a UCT de Irati realiza 50 cadastros novos no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) por mês. A intenção é aumentar para 100 novos cadastros. A doação de medula óssea pode ser realizada no mesmo momento da doação de sangue. “Quando você vai doar sangue já tira mais uma seringa de sangue para doação de medula, que dá 5 ml. É encaminhado para o Redome, que faz o cadastro”, explica Larissa.

A médica conta que os cadastros dos pacientes e doadores são cruzados. Quando há compatibilidade, o doador vai até o banco de sangue e retira duas novas amostras. “A doação de medula óssea é feita através de aférese, é conectado uma pessoa numa máquina que por sangue periférico, ou seja, por uma punção no braço, passa por essa máquina. É retirada as células dessa medula e o sangue volta para o doador. Ou a outra forma de doação de medula é através de punção direta que é no osso da bacia, como se fosse uma injeção. Muitas pessoas me perguntam e pensam que é da coluna vertebral, mas não tem nada a ver com a coluna vertebral a doação de medula”.

A doação pode ser feita por pessoas acima de 18 anos até 59 anos. É preciso estar em bom estado de saúde e sem anemia. Os agendamentos para as coletas são realizados de segunda a sexta-feira, das 13 às 16h. Nos demais horários são realizados condicionamento das bolsas de sangue. Na terça-feira (11) haverá um horário estendido onde será possível agendar coletas até às 20h30.

Os horários de doação podem ser agendados na página no Facebook da UCT, pelo telefone fixo (42) 3422-3119 ou pelo WhatsApp (42) 9-9955-3539.

Há pouco mais de um mês, Amauri Kubaski, assumiu como chefe da UCT de Irati. Ele é presidente dos Amigos da Santa Casa de Irati e disse que essa experiência o ajudou a se preparar para o cargo. Mesmo assim, reconhece que estar à frente da unidade é desafiador. “Foi mais um desafio que quero assumir com muita honradez”, conta.