notícias

4ª Regional afirma que Santa Casa de Irati está apta para atender demanda de testes da orelhinha

Em nota, Santa Casa informa que já realizou 651 testes desde o mês de março quando os exames deixaram de ser realizados pela Unicentro em função da pandemia
 Triagem Auditiva Neonatal é um direito do recém-nascido garantido pela Lei Federal no 12.303 desde 2010. Foto: Assessoria da Santa Casa
A 4ª Regional de Saúde e a Santa Casa de Irati emitiram notas de esclarecimento após a veiculação de uma reportagem sobre o teste da orelhinha na semana passada na programação da Rádio Najuá. As duas instituições justificam que o hospital está apto e tem condições de atender a demanda de exames, que eram realizados pela Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro) e foram suspensos devido à pandemia de coronavírus.

“A Santa Casa já estava realizando os testes de todos os bebês que lá nasceram e se prontificou de imediato a realizar também os exames que estavam atrasados, pois possui profissional na instituição. Os demais hospitais [de Irati e região] se comprometeram a realizar os exames dos bebês que nascerem em sua instituição, terceirizando o serviço”, informa a 4ª Regional.

A instituição enfatiza que o teste da orelhinha, segundo a Lei Estadual 14.588 de 22/12/2004, a Lei Federal 12.303 de 02/08/2010 e a resolução 57 da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) de 18/12/2015 é de responsabilidade dos hospitais onde ocorrem os nascimentos, sejam eles do Sistema Único de Saúde (SUS) ou particulares. A 4ª Regional diz que se reuniu com a direção da Santa Casa, que é o hospital que realiza a maioria dos partos na região e, posteriormente, com os representantes dos hospitais São Pedro, em Mallet, e São Francisco de Assis, em Rio Azul, além de oficializar a Clínica Davaus, para que cada um realize o exame nos bebês, seja por profissional da instituição ou através de contrato de serviço terceirizado.

“Desde o início da pandemia a Santa Casa já vinha realizando os testes da orelhinha de todos os bebês que lá nasciam e após a reunião com a Regional passou a fazer também os exames atrasados, que totalizavam 194 crianças e na data de hoje, restam 57 exames atrasados e todos esses por falta de comparecimento da mãe no momento do agendamento pela Santa Casa e 11 com data marcada para os próximos dias, totalizando 68 crianças”, relata a 4ª Regional, que ressalta que as instituições, hospitais e os municípios estão empenhados para que nenhuma criança fique sem a realização do exame.


A 4ª Regional também afirma que foi avisada no mês de março por alguns municípios que várias crianças estavam com os testes da orelhinha atrasados por dois motivos. Um deles foi o nascimento dos bebês ter ocorrido no período de férias da instituição (dezembro e janeiro) e outro em razão da pandemia. “Nesse mesmo período foi realizada a reunião com a Unicentro sobre a possibilidade de se realizar o teste no município, o que foi descartado devido ao objetivo do projeto da instituição e por ser o teste realizado por estudantes de fonoaudiologia, que se encontram em aulas à distância, devido à pandemia”, explica.

Já a Santa Casa informa que o setor de fonoaudiologia está realizando os testes da orelhinha via SUS desde que esse serviço deixou de ser prestado por outras instituições. Segundo o hospital, os exames estão sendo realizados em recém-nascidos internados e também alguns atrasados, “como lactentes de maior idade cronológica, devido ao grande acúmulo de pacientes e tempo de espera”.
“A Santa Casa de Irati comprometida com esta população que depende dos serviços para maior qualidade de vida, realizou desde março até a presente data, um total de 651 testes da orelhinha, bem como suas devidas orientações e encaminhamentos”.

Na nota, a Santa Casa de Irati salienta que não deixou de realizar o Teste da Orelhinha em nenhum momento e que possui profissionais suficientes para atender a demanda mesmo durante a pandemia. “Ressaltamos ainda que a Santa Casa de Irati, é o único hospital referenciado para fazer este atendimento através do SUS para a nossa região. Atendemos além da população iratiense, as cidades vizinhas como Guamiranga, Rebouças, Inácio Martins, Rio Azul, Mallet, via ambulatorial; e Imbituva, Teixeira Soares via internamento hospitalar, bem como pacientes da rede particular”.

Os exames dos meses de agosto e setembro já estão agendados. De acordo com a instituição todos os atendimentos estão respaldados pelas medidas sanitárias de combate ao coronavírus, como a utilização dos equipamentos de Proteção Individual (EPI) da profissional que realiza o teste e agendamentos com intervalo de tempo para evitar aglomerações.

“Nosso hospital agradece a 4° Regional de Saúde por sempre colaborar no agendamento de pacientes. Desta forma, a Santa Casa de Irati e o setor de Fonoaudiologia reforçam seu compromisso com a saúde auditiva e maximização da qualidade de vida dos seus pacientes”, complementa a Santa Casa na nota encaminhada para a nossa reportagem.
Santa Casa já realizou 651 testes da orelhinha desde o mês de março. Foto: Assessoria da Santa Casa de Irati