notícias

Prefeitura de Irati lança projeto de mobilidade urbana

Circuito contemplará 30 km de ciclovias e ciclofaixas interligando o centro a todos os bairros
Programa de Mobilidade Urbana construirá 30km de ciclovias e ciclofaixas em Irati. Foto: SECOM/Prefeitura de Irati
Paulo Henrique Sava, com informações da SECOM/Prefeitura de Irati e Arquivo Najuá

A prefeitura de Irati lançou na última segunda-feira, 29, um programa de mobilidade não motorizada para a cidade. Trata-se do projeto “Bicicleta, mobilidade para todos”.

A partir de agosto, novas ciclovias e ciclofaixas serão implantadas no município, ligando o centro aos bairros Rio Bonito, Nhapindazal e duas na Vila São João, uma passando nas proximidades da empresa Yazaki e outra pela Rua Trajano Gracia até a confluência com a rodovia BR 153.

Segundo o prefeito Jorge Derbli, serão 30km de ciclovias e ciclofaixas interligando centro e bairros. A primeira a ser implantada passará pelas ruas Dr. Munhoz da Rocha, Coronel Gracia, Rua da Liberdade, Avenida Perimetral João Stoklos e Vicente Machado, ruas Pacífico Borges e Expedicionário José de Lima, chegando até o Parque Aquático. Este trecho tem uma extensão total de 2,3 km. O trajeto será demarcado por tachões e pinturas.
Este é um projeto piloto, no qual queremos mostrar para a população como vai ficar e em uma segunda reunião vamos decidir e finalizar qual a melhor rota para fazermos os 30 km”.
Ciclovias e ciclofaixas ligarão o centro aos bairros de Irati. Foto: SECOM/Prefeitura de Irati 
Em entrevista à Najuá, o secretário de Planejamento e Coordenação, João Almeida Júnior, havia adiantado que os projetos estavam prontos desde fevereiro, mas a pandemia de coronavírus atrasou a busca de recursos para as obras.
Como vários projetos que estávamos realizando, tivemos que dar uma parada para ver o que iria surgir de pandemia, qual seriam os próximos encaminhamentos. Mas o projeto está pronto e acredito que a primeira fase, uma das ciclovias, no mês de agosto ou setembro, nós possamos implementá-la.
Foto: SECOM/Prefeitura de Irati
A estimativa de custo dos projetos das ciclofaixas para o Rio Bonito e o Nhapindazal é de R$ 200 mil. O investimento poderá ser feito com recursos próprios.

Já a construção da ciclovia ligando a Rua Trajano Gracia com a BR 153 até o Parque São João deve ter o projeto analisado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT). O órgão irá autorizar o tipo de travessia a ser feito na rodovia. A Prefeitura planeja instalar um sinal para ciclistas ou uma passarela, o que poderá triplicar os custos do projeto, que inicialmente poderá chegar a R$ 1,5 milhão.
Já na BR 153, é um projeto um pouco maior. Nós vamos ter que buscar recursos fora, tanto no Governo Estadual quanto no Governo Federal para implementar por causa da complexidade da obra”, disse.
Outro entrave para construção da ciclovia na BR 153 era a faixa de domínio. O DNIT alegava que quem havia construído na faixa de domínio de 25 metros poderia ser processado. O município de Irati conseguiu há mais de um mês diminuir a faixa de domínio para 5 metros. Com isso, o município conseguiu ter um espaço para construir a ciclovia.

Foto: SECOM/Prefeitura de Irati