notícias

Prefeitura de Irati decreta lockdown para o comércio em dois finais de semana

De segunda a sexta-feira, estabelecimentos comerciais de todos os setores poderão funcionar das 8 às 18 h. Farmácias e postos de combustíveis estão fora. Objetivo é conter o avanço da Covid-19
Jorge Derbli, anunciou novas medidas de combate ao coronavírus durante coletiva de imprensa realizada na terça-feira, 6, que teve participação dos representantes da área de saúde, Agostinho Basso, Jussara Hassen e Ladislao Obrzut Neto
Paulo Henrique Sava

A Prefeitura de Irati decretou, na tarde de ontem, 6, novos horários de funcionamento para o comércio local. Entre os dias 8 e 21 de julho estabelecimentos de todos os setores, incluindo supermercados, poderão atender das 8 às 18 horas de segunda a sexta-feira. Após as 18 horas, restaurantes, lanchonetes, vendedores ambulantes, panificadoras e outros estabelecimentos que vendam alimentos prontos para o consumo poderão somente realizar entregas em domicílio (delivery) ou retirada no local ou balcão (drive-thru). Não será permitido o consumo de alimentos nos locais. Os restaurantes que atendem em sistema de buffet devem continuar atendendo normalmente até as 18 horas, adotando todos os cuidados necessários. Sábados, domingos e feriados, todos os estabelecimentos devem ficar fechados. Cinemas drive-in e a modalidade denominada New Fut também devem se adequar a estas normas. Farmácias e postos de combustíveis ficam fora deste decreto. Não será permitido o consumo de nenhum produto, sejam bebidas ou alimentos, nas dependências dos postos. Casas lotéricas e instituições financeiras ficam obrigadas a manter um colaborador devidamente identificado para auxiliar os usuários, fiscalizar e organizar as filas internas e externas e o uso de máscaras.
O decreto volta a suspender a presença de público em missas, cultos e eventos religiosos. As celebrações deverão ser acompanhadas pela internet ou pelo rádio. Parques, praças, ginásios e quadras públicas de esportes serão interditados. Nestes locais, serão colocadas fitas para impedir o acesso da população nos próximos dias. O toque de recolher fica mantido entre 21h e 6 horas do dia seguinte.

A fiscalização será intensificada pela Guarda Municipal. Quem descumprir as regras estará sujeito às sanções previstas no Código Penal Brasileiro. Se for necessário, a Polícia Militar será acionada. Além disso, o infrator será multado. Para pessoas físicas, a multa será de duas Unidades de Referência Municipais (URM’s), que corresponde a R$ 154,52. No caso das empresas, a multa pode chegar a 20 URM’s, o que equivale a R$1.545,20
Não tem mais orientação da Guarda Municipal. Eu acho que já orientamos demais, pois faz quatro meses que a orientação está sendo feita. Se o estabelecimento estiver aberto, o proprietário e as pessoas serão multados, garante o prefeito Jorge Derbli.
A medida tem como objetivo tentar reduzir o número de casos registrados de coronavírus em Irati. Entre 22 de junho e 6 de julho, a quantidade de registros subiu de 21 para 53. O coordenador da sala de situação de risco da Covid-19, o enfermeiro Agostinho Basso, afirma que o pico de casos em Irati deve acontecer ainda neste mês.
Nossa curva está crescendo, e nem chegamos no pico, que deve ser agora em julho, o que já era esperado em função do inverno, da frente fria, da umidade relativa do ar, o que favorece as infecções respiratórias, entre elas a Covid-19, afirma Agostinho.
De acordo com o Enfermeiro, três pacientes estão internados na Santa Casa de Irati com suspeita de Covid-19, sendo que dois deles precisarão ser entubados. Até ontem, 6, eles estavam internados em leitos clínicos. As UTI’s destinadas para pacientes com quadros graves estão disponíveis. Entretanto, a 4ªRegional de Saúde solicitou a abertura de mais alas de avaliação do coronavírus. O assunto será discutido a partir desta quarta-feira com a diretoria do hospital. Desde o início da pandemia, a Santa Casa vem contando com apoio da prefeitura e do governo do Estado.

Dois óbitos estão sendo investigados, um deles ocorrido na sexta-feira, 3, e outro na manhã de ontem, 6. Das pessoas que faleceram, um deles é um homem com idade entre 60 e 70 anos, que era diabético, cardíaco e obeso.Cada medida adotada tem a preocupação de evitar um colapso no sistema de saúde do município, conforme Agostinho. "Hospitais, postos de saúde e Pronto Atendimento têm que dar vazão a estes pacientes que vão chegar, e principalmente nos hospitais com leitos de UTI. A Santa Casa ainda não é referência para o Covid-19, mas está sendo convocada para aceitar pacientes com outras doenças para liberar vagas de Covid em outros municípios. A nossa preocupação é esta", relata o enfermeiro.

O provedor da Santa Casa, o médico Ladislao Obrzut Neto, atribui o aumento no número de casos de Covid-19 em Irati à grande movimentação de pessoas na cidade. 
A cidade está completamente aberta. Eu entendi o horário das 8 às 18 horas como um pedido da ACIAI e de outras instituições para não haver fechamento e falências. Isto é uma questão temporária: se a população de Irati não entender que há necessidade de se isolar, de manter o distanciamento social, estes casos vão aumentar fatalmente, ressalta Ladislao.
Para o provedor, a maior dificuldade na transferência de pacientes com Covid-19 da Santa Casa está no fato de a ocupação dos leitos do Hospital Regional Universitário de Ponta Grossa estar perto do limite da capacidade.

Derbli foi enfático ao comentar que as medidas foram necessárias porque algumas pessoas vinham promovendo aglomerações, desrespeitando o distanciamento social e não utilizando máscaras. “Quando fizemos decretos anteriores, e fizemos por setores, tínhamos convergência para fiscalizar o cumprimento e tínhamos problemas com a fiscalização da Guarda Municipal. Então, como está subindo o número de casos em 135%, com três pessoas internadas e duas correndo risco de ser entubadas, e dois óbitos em investigação, e como Ponta Grossa solicitou alguns leitos de UTI, vai ficar complicada a situação das UTI’s de Irati. Diante destes fatos, Irati estaria para entrar no decreto estadual. Não quero fechar nada em Irati, e não estamos fechando, a ideia não é fechar nada, mas infelizmente tivemos que fazer este horário”, disse.

O prefeito também declarou que as pessoas terão que mudar seus hábitos de compras. “Os bancos funcionam das 9 às 15 horas e como as pessoas vão aos bancos? Ninguém vai depois das 18 horas a um banco ou estabelecimentos que fecham em horários diferenciados. As pessoas têm que se programar. Estamos abrindo às 8 horas para elas pegarem o hábito de irem pela manhã fazerem suas compras”.Derbli ainda pediu a colaboração da população para que não haja o fechamento total das empresas, conforme o governo estadual já determinou em sete regiões do Estado com maior incidência da doença. 
É um esforço coletivo de Irati nestes 14 dias, pois queremos ver se conseguimos abaixar esta curva. Caso contrário, teremos que atender daqui a alguns dias um decreto estadual para fechar todo o comércio, e eu não quero fechar nada, disse o prefeito.
Após os 14 dias, há possibilidade de prorrogação do decreto ou a autorização da reabertura do comércio aos sábados. As indústrias não entram neste decreto por serem consideradas ambientes controlados e não receberem clientes. Nestes locais, a entrada de pessoas estranhas é proibida ou acompanhada. Além disso, os servidores têm a temperatura controlada já na chegada. Desde o início da pandemia uma das exigências feitas às indústrias foi que todas elas redimensionassem seus refeitórios.