notícias

Operação Serra Segura constata irregularidades em quase metade dos veículos vistoriados

Principais irregularidades foram constatadas na sinalização, pneus e tacógrafo
Veículos foram abordados no Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da concessionária Ecocataratas. Foto: PRF/Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a Operação Serra Segura na BR-277, em Candói, na terça-feira, 14. De acordo com informações da corporação, quase metade dos veículos vistoriados no Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da concessionária Ecocataratas apresentaram alguma irregularidade.

No total, foram 104 veículos fiscalizados. Desses, 47,7% apresentaram algum tipo de problema. As principais irregularidades constatadas foram: sinalização (22,3%), pneus (13,4%) e tacógrafo (11,9%). Dezenove veículos tiveram seus documentos recolhidos para regularização de problemas encontrados e cinco ficaram retidos por não garantirem a segurança de seus responsáveis ou por problemas de documentação. Em razão da pandemia de coronavírus, a equipe de enfermeiros da Concessionária Ecocataratas atendeu 67 usuários com orientações sobre a doença.

Essa foi a 6ª edição da Operação Serra Segura, sendo a primeira no município de Candói. A finalidade é conscientizar os condutores e proprietários sobre a importância da manutenção dos veículos a fim de evitar que problemas mecânicos possam causar acidentes.
“Durante a abordagem os policiais fazem a fiscalização do veículo, motorista, notas fiscais e carga, enquanto equipes de mecânicos da concessionária realizam uma inspeção em alguns itens de segurança como sistemas de freios, iluminação, sinalização, suspensão e direção, que, em caso de falhas podem causar acidentes graves. Foi realizado atendimento aos motoristas, verificando a temperatura e sintomas característicos de pessoas com Covid-19, além de orientações das formas de prevenção, como forma de combate a disseminação do vírus”, afirmou a PRF em publicação em seu grupo de divulgação de ocorrências no WhatsApp.

Confira mais fotos da Operação Serra Segura. Imagens: PRF