notícias

Iratiense que mora em Foz do Iguaçu procura mãe biológica

Carlos Alberto Marinho de Assis busca informações sobre Candinha de Paula Soares. Último contato dele com a mãe aconteceu há 44 anos
Carlos Alberto Marinho de Assis. Foto: Arquivo Pessoal
O morador de Foz do Iguaçu, Carlos Alberto Marinho de Assis, o “Carlinhos”, de 51 anos, está procurando sua mãe biológica Candinha de Paula Soares. Ele procurou a Rádio Najuá para tentar localizá-la, pois não tem notícias do seu paradeiro há 44 anos.
Natural de Irati, Carlinhos relata que foi doado pelos pais biológicos. Seus pais adotivos foram Pedro Marinho de Assis e Catarina Pedrosa de Oliveira, que já são falecidos. O iratiense disse que tinha sete anos quando teve contato pela última vez com Candinha. Na época, eles moravam na localidade de Invernadinha, interior de Irati. Depois de 44 anos sem informações da mãe, Carlinhos resolveu procurá-la. Ele não sabe se a mãe está viva, mas acredita que ela tem aproximadamente 80 anos e que mora em Curitiba. Já o pai biológico de Carlinhos se chamava Derci Prado.

O morador da região Oeste do Estado disse que trabalhou no supermercado Lembrasul em Irati durante 20 anos. Carlinhos morou em Irati até meados de 2017 antes de se mudar para Foz do Iguaçu, onde reside atualmente com a esposa.O iratiense relatou que jogou futebol por muito tempo no time do Sanhaço, da Vila São João, onde era conhecido por “Neguinho”. O iratiense relatou que jogou futebol por muito tempo no time do Sanhaço, da Vila São João, onde era conhecido por “Neguinho”. Também jogou em outros times do futebol amador de Irati, como Serraria Ipê, Juniores do América e Lembrasul. Nesse último foi campeão do primeiro campeonato Comerciário/Funcionários Públicos de Futsal.

As duas filhas e quatro irmãos por parte de criação de Carlinhos moram em Irati. Seus irmãos se chamam Amauri Marinho de Assis, Marli Marinho de Assis, Derli Marinho de Assis e Noeli Marinho de Assis. Todos são filhos de Pedro e Catarina. Informações sobre o paradeiro de Candinha de Paula Soares podem ser repassadas no telefone 42-9-9840-3990 (com whatsapp).