notícias

Entidades iratienses receberão recursos federais

Instituições receberão recursos através de emenda da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV)

APAE de Irati foi contemplada recentemente com veículos e equipamentos: Foto: Paulo Henrique Sava
Paulo Henrique Sava
A deputada federal Leandre Dal Ponte (PV) anunciou a destinação de recursos para algumas entidades iratienses. Devem ser beneficiadas a APAE, a Associação do Núcleo de Apoio ao Portador de Câncer de Irati (ANAPCI), a Instituição de Longa Permanência para Idosos Santa Rita (antigo Asilo Santa Rita), a Cidade da Criança e a Clínica-escola de Psicologia e Fonoaudiologia da Unicentro, que faz o teste da orelhinha em recém-nascidos. Somente a clínica receberá R$ 130 mil para compra de equipamentos.

Leandre ressalta que problemas auditivos devem ser detectados precocemente, pois aumenta a chance de cura. Por isso, ela salienta a importância da destinação desse recurso.
Isto evita um monte de problemas. Se você tem uma criança que nasce com problemas auditivos e não trata até os 2 anos e não faz o implante, talvez mais tarde não resolva nada, é zero a chance de retorno (da audição). Vocês têm uma grande oportunidade aqui em Irati que outras cidades não têm.
O antigo Asilo Santa Rita recebeu uma emenda de aproximadamente R$ 100 mil recentemente. Já a APAE foi contemplada com carros e equipamentos. Também foram repassados recursos para a ampliação do canal hídrico de Irati. De acordo com a deputada, foram investidos mais de R$ 1 milhão nesse projeto, além dos valores aplicados anteriormente no Plano de Macrodrenagem e na primeira parte da obra, nas proximidades da Praça da Bandeira.

Outras emendas destinadas para a área de saúde totalizaram R$ 1 milhão. Já a verba de R$ 250 mil foi repassada para a pavimentação das ruas de Engenheiro Gutierrez. Além disso, a deputada também intermediou a obtenção do recurso para a obra de revitalização da quadra poliesportiva da Escola Municipal Francisco Vieira de Araújo. Outra obra que está em andamento é a construção de uma pista de skate no Parque Aquático.
No setor da saúde, a Santa Casa de Irati já recebeu R$ 2 milhões e 500 mil. Estes recursos serão destinados para investimentos e custeio do hospital. Porém, o que dificulta o repasse direto para o hospital é a burocracia, uma vez que o recurso precisa ser entregue ao Governo do Estado para ser liberado seguindo as regras da Procuradoria-Geral do Paraná, segundo Leandre.
Estamos em constante conflito com o Estado porque a Santa Casa precisa e o Governo tem a morosidade dele para repassar. Ao todo, só neste período para a Santa Casa encaminhamos R$2,5 milhões, e para o Consórcio de Irati (CIS/Amcespar), foi mais R$ 1 milhão. Teve um outro subsídio para os hospitais filantrópicos no valor de R$ 2 bilhões. Neste momento, tínhamos uma incerteza sobre qual seria o critério do rateio, e eu briguei muito junto ao Governo Federal para que ele não esquecesse de olhar para os hospitais de pequeno e médio porte. Praticamente todos os hospitais da região, inclusive a Santa Casa, receberam recursos desta verba extra que aprovamos no Congresso.
Na opinião da deputada, é necessário que todos valorizem as instituições que prestam assistência social de forma voluntária.
Uma instituição não governamental existe para cumprir um papel que seria do Estado, mas ele não dá conta de fazer. Temos que começar a valorizá-las a ponto delas não desistirem, não fecharem, não abandonarem o barco. Cada vez que um serviço desses para de funcionar, aumenta a fila no Poder Público, que ganha mais demanda. Desde que assumi meu mandato, sempre procurei prestigiar as organizações da sociedade civil.