notícias

Enfermeiro Agostinho Basso testa negativo para coronavírus

Coordenador da sala de situação da Covid-19 apresentou sintomas respiratórios. Em outro caso, oito pessoas da mesma família positivaram para Covid.
Enfermeiro Agostinho Basso teve sintomas, mas testou negativo para Covid-19. Foto: Paulo Henrique Sava
Paulo Henrique Sava

O enfermeiro Agostinho Basso, coordenador da Sala de Situação da Covid-19 em Irati, testou negativo para o coronavírus. Ele disse que decidiu realizar o exame RT-PCR porque começou a apresentar sintomas característicos da doença.

Agostinho confirmou a informação durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira, 06, na qual a Prefeitura decretou um novo horário de funcionamento do comércio de segunda a sexta-feira e lockdown aos finais de semana. O enfermeiro se afastou de suas funções por 8 dias, fazendo apenas trabalho em casa (home office) e retornou na última semana. Ele apresentou os sintomas no dia 13 de junho e imediatamente fez coleta de material do nariz e da garganta, que foi encaminhado para o Laboratório Central do Estado do Paraná (LACEN).
Fui na hora e fiz o teste nasofaríngeo, que não é nada agradável. O que acontece quando uma pessoa faz o teste? Ele fica com todos os seus familiares e tem que ficar em quarentena desde o momento em que faz o teste. Minha esposa, que trabalha em Rebouças, na área da saúde, não foi trabalhar. Minha filha ficou em casa fechada. Minha cunhada foi ao mercado para nós. Ela trazia as sacolinhas, deixava-as na área e nós íamos pegar. Isto aconteceu comigo: eu não divulguei antes porque esperei o resultado, que veio negativo, tanto é que voltei, se não ficaria mais.
A Secretaria de Saúde recebeu denúncias de pessoas que fizeram o teste e mesmo assim saíram para trabalhar. Em alguns casos, as famílias se recusaram a atender a Polícia Militar e a Guarda Municipal. Alguns dos infratores desafiaram os decretos municipais e disseram que sairiam para trabalhar por conta da necessidade de renda.
Aí manda mensagem para nós na Saúde dizendo ‘vou sair sim porque eu tenho que trabalhar e ganhar meu pão’. Não é mais questão de pão, mas sim do Código Penal Brasileiro”
Quem desrespeitar o isolamento social e outras medidas estará descumprindo três artigos do Código Penal: 330, 267 e 268. As penas vão de multas a até 15 anos de detenção.
Oito pessoas da mesma família contraíram coronavírus
Em outro caso, oito pessoas da mesma família foram diagnosticadas com coronavírus em Irati. A informação foi confirmada pela secretária de saúde, Jussara Aparecida Kublinski Hassen, durante a coletiva de imprensa. Entre os contaminados, estão crianças, adultos e idosos.

De acordo com a secretária, esta família teria organizado um churrasco em um final de semana. Por este motivo, ela pediu que cada um permaneça em sua casa durante a pandemia. Agostinho comentou que a maior parte dos contágios acontece em festas de família e churrascos.
De todos os casos que nós tivemos em Irati, a maior parte foi de festas de aniversários em família, que daí vem os parentes, mas cada um trabalha em um local e entra em contato com pessoas diferentes e quando chega ninguém usa máscara em casa e nós sabemos disso. Churrasco, rodas de amigos e também aglomeração para uso do narguilé, seja como for”. 
O prefeito Jorge Derbli solicitou que as pessoas evitem reuniões de família e eventos particulares para não aumentar ainda mais o número de casos em Irati.
Se você faz uma reunião na sua casa, ninguém usa máscara. Vem as pessoas de fora, mas ninguém sabe quem tem Covid-19. Como estamos entre pessoas conhecidas e da família, todo mundo acha que ninguém está com a doença, e é aí que mora o perigo. Queremos deixar claro para as pessoas não fazerem as reuniões como é de costume para não cairmos em um decreto estadual e termos que fechar o comércio, e isto eu não quero.
Desafio ao Toque de Recolher
Nos últimos dias, alguns jovens lançaram um vídeo nas redes sociais no qual desafiavam outras pessoas a descumprir o toque de recolher, que está em vigor desde 24 de março. Em um dos vídeos, um jovem aparece saindo do Parque Aquático, depois seguindo pela Avenida Vicente Machado, Munhoz da Rocha, voltando pela Rua 19 de dezembro e dizendo “desafio cumprido” para que outras pessoas tomem a mesma atitude. Agostinho condena este tipo de atitude.
Isto é de uma bestialidade e um desserviço para nós, que estamos dando as nossas vidas. Eu tenho que chegar em casa e tomar banho antes de abraçar a minha filha e um besta desses sai para andar pela cidade num desafio idiota”.
Agostinho desabafa e questiona até quando a Secretaria de Saúde terá que orientar a população a se cuidar para não contrair a Covid-19.
Até quando nós, da saúde, teremos que ser ‘babás’ de adultos, tendo que pegar o carro da Polícia e ir dizer para o cara cuidar da família, dos filhos, dos avós? É a mesma coisa com os jovens, que fazem festas escondidas com os nomes de corona não sei o quê.
Estrutura para coleta de exames
O município de Irati conta atualmente com três pontos de coleta de exames e para atendimento da Covid-19. Além da Santa Casa, quem tiver sintomas de Covid-19 pode procurar o Pronto Atendimento da Vila São João e o Posto de Saúde François Abib, no Conjunto Joaquim Zarpellon. Mesmo com estas estruturas prontas para atendimento, a Secretaria de Saúde pede que as pessoas permaneçam em casa e evitem se dirigir até estes locais se não estiverem apresentando sintomas.