notícias

Prudentópolis registra 4º caso de Covid-19

Três novos casos tiveram contato com a primeira moradora infectada, que é a única internada em um leito de enfermaria no Hospital São Vicente de Paula, em Guarapuava

Somente neste início de semana, Prudentópolis já registrou 03 casos de coronavírus. Foto: Intervalo da Notícias
Da redação

A Secretaria Municipal de Saúde de Prudentópolis registrou mais três casos de coronavírus (Covid-19) nesta terça-feira, 16. Os moradores identificados com a doença foram uma mulher, de 42 anos, e dois homens, de 43 e 66 anos.

Os três tiveram contato com o primeiro caso notificado no município na segunda-feira, 15. Todos são assintomáticos (não apresentam sintomas) e foram identificados através de ações do Departamento de Vigilância Epidemiológica, conforme protocolos preconizados. Os três permanecem em isolamento domiciliar.

No total, são quatro prudentopolitanos contaminados. Mais 18 pessoas aguardam resultado do exame RT-PCR enviado para o Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen/PR). São 46 casos monitorados e 55 descartados com resultado negativo do exame. 

A primeira paciente infectada em Prudentópolis está internada em um leito de enfermaria no Hospital São Vicente de Paula, em Guarapuava, uma das referências para tratamento da Covid-19 na região. O Departamento de Vigilância Epidemiológica informa que realizou todas as ações de orientação, medidas de isolamento e realização de teste rápidos e coleta de exame RT-PCR nos contatos próximos ao primeiro caso registrado em Prudentópolis.

Em função do registro de quatro casos somente nesta semana, a prefeitura de Prudentópolis decidiu atender a recomendação do Comitê de Enfrentamento ao coronavírus para retomar o toque de recolher no município. A circulação de pessoas nas ruas está proibida entre 20h e 6h do dia seguinte. A medida tem o objetivo de reduzir a proliferação do vírus no município e tem validade até o dia 1º de julho, podendo ser prorrogada de acordo com a evolução dos casos confirmados.

Último boletim divulgado pela secretaria Municipal de Saúde de Prudentópolis mostra quatro casos confirmados de Covid-19. Foto: Divulgação
Em nota, o prefeito Adelmo Luiz Klosowski, disse que as medidas adotadas para evitar o contágio foram corretas e ajudaram a retardar o aparecimento da doença no município, que permaneceu por vários dias como o único com mais de 50 mil habitantes sem registro de casos. Porém, com a mudança do cenário, a prefeitura pretende intensificar a fiscalização. “Estamos proibindo de forma clara e terminante o uso de narguilé e chimarrão em estabelecimentos comerciais, sob pena de multa e de cassação do alvará do estabelecimento. A guerra agora é para combater a propagação rápida da doença. Volto a pedir que não saiam de casa sem motivo, evitem deslocamentos que podem ser adiados. Não vivemos um momento de normalidade. Somente o cuidado e a fé nos livrarão deste mal. A depender da evolução do quadro no Município e no Estado ao longo dos próximos dias, novas medidas mais rigorosas poderão ser tomadas, pois a exemplo da Capital que está em nível de alerta laranja, a evolução da doença no Estado alcança números preocupantes”, afirmou Adelmo na publicação.

O prefeito também mencionou que o município decretou estado de calamidade pública na segunda-feira, 15, como forma de contornar as metas fiscais estabelecidas na lei de responsabilidade fiscal, que foram comprometidas com a queda de arrecadação decorrente da crise financeira ocasionada pela pandemia no Brasil e no mundo.
“Neste governo, dispensa de licitação é exceção e não regra. Já estávamos autorizados a fazer dispensas pelo estado de emergência decretado em março, e basta conferir no portal da transparência do município para ver o que e quanto foi comprado. Asseguro que muito pouco foi comprado, apenas o necessário para enfrentamento emergencial da situação e assim continuará sendo, porque o Município é gerido neste momento por pessoas sérias e comprometidas com a população. Nosso problema neste momento é muito maior e mais importante do que bater boca ou responder os de sempre em redes sociais; trabalharemos forte na contenção da doença”, comentou Adelmo.

Nota da secretaria Municipal de Saúde confirmando o 4º caso de coronavírus. Foto: Divulgação