notícias

Mulher é vítima de estelionato em Imbituva

Ao adquirir alguns galões de tinta, vítima não percebeu que golpistas cobraram um valor além do combinado

Da Redação


Foto: PM/Divulgação
Uma mulher foi vítima de estelionato no início da tarde desta sexta-feira, 12, em Imbituva. Ela compareceu ao 3º Pelotão da Polícia Militar (PM) e informou que dois homens estiveram na sua residência por volta das 12 horas.

Os golpistas se apresentaram como representantes de uma empresa e disseram que estavam vendendo alguns galões de tinta por um preço abaixo do mercado. Os estelionatários afirmaram que o material havia sobrado de outra obra e apresentaram uma nota fiscal, mas não a entregaram para a vítima. Devido ao valor oferecido ser baixo, ela adquiriu os seis galões de tinta e pagou com cartão de débito.

Depois que os homens saíram do local, a mulher recebeu uma mensagem de texto dizendo que havia sido passado em seu cartão um segundo valor. Ela não o reconheceu como sendo parte do pagamento das tintas. Ela confirmou, através do comprovante enviado para seu celular, que os valores haviam sido passados ao mesmo tempo.

A mulher relatou aos policiais que os golpistas estavam em uma caminhonete Fiat Strada de cor branca, mas não soube informar qual a placa do veículo. A PM realizou patrulhamentos, mas não localizou nenhum suspeito.


PM localiza motocicletas furtadas

Ainda em Imbituva, a Polícia Militar localizou duas motocicletas que haviam sido furtadas de uma chácara na localidade de Restinga. Os policiais se deslocaram até o endereço citado na denúncia. No local, foi encontrado um homem que estava em frente à residência. Ao perceber a presença da viatura, ele fugiu por uma mata próxima. O suspeito não foi localizado.

Em frente ao imóvel, foi encontrada uma motocicleta Honda CG Titan, de cor vermelha, com as numerações do chassi e do motor raspadas.

Logo após a chegada dos policiais, um homem chegou ao local e afirmou que a casa pertence ao seu filho. Ele disse que não sabia o motivo da moto estar naquele local.

O homem prestou apoio à PM e transportou a motocicleta na caçamba de seu veículo para a sede do 3º Pelotão da Polícia Militar. O proprietário reconheceu a motocicleta.

Durante o registro do Boletim de Ocorrência, uma equipe policial de reforço permaneceu no local da fuga do suspeito. Lá, foi encontrada uma segunda motocicleta Honda Fan, sem placa. Em consulta ao sistema, constatou-se pelo número do chassi que tratava-se da outra moto furtada.

A proprietária foi chamada para comparecer na sede do 3º Pelotão, onde reconheceu que era a dona da moto localizada. 

Motos furtadas foram recuperadas pela PM. Foto: Divulgação PM

Prisão de casal

Em Irati, a PM prendeu um casal na noite de ontem, 12. Ambos tinham mandados de prisão em aberto. O homem foi encontrado na Rua das Araucárias. No momento em que os policiais o abordavam, a esposa dele chegou ao local. Em consulta ao sistema da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP), foi localizado um mandado de prisão contra ela. O casal foi detido e encaminhado para a Delegacia.

Desobediência ao decreto municipal

Em outra situação, a PM se deslocou até a Rua Benjamin Constant, onde deu apoio à Vigilância Sanitária e à Guarda Municipal durante a fiscalização de estabelecimentos que permaneciam abertos após as 21 horas, horário estabelecido por decreto para toque de recolher em cumprimento as medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19).

Foram percorridos estabelecimentos da área central e dos bairros. Proprietários que mantinham bares e lanchonetes abertos de forma irregular foram advertidos.