notícias

Irati registra 8º caso de Covid-19

Paciente está em isolamento domiciliar, assim como os outros quatro casos ativos da doença. Três iratienses já se recuperaram

Da Redação


Dos oito casos confirmados de Covid-19, em Irati, são cinco homens e três mulheres. Foto: Divulgação
O Departamento de Vigilância Epidemiológica da secretaria de Saúde de Irati confirmou mais um caso de coronavírus nesta terça-feira, 9. Esse foi o oitavo iratiense diagnosticado com a doença. A cidade conta com três pacientes recuperados.

A partir de hoje, 9, o Informe Epidemiológico passou a apresentar gráficos com a faixa etária e a evolução de casos confirmados desde o primeiro registro. São cinco homens e três mulheres infectados. Desses, um caso se enquadra na faixa etária (de 0 a 5 anos), dois entre 20 e 29 anos, um entre 30 e 39 anos, dois entre 40 e 49 anos, um entre 50 e 59 anos e um entre 60 e 69 anos. Dos cinco casos ativos, todos estão em isolamento domiciliar. O município ainda registra 15 pessoas em investigação aguardando resultado do exame laboratorial.

O primeiro diagnóstico positivo foi confirmado no dia 14 de maio. Esse homem já se curou da doença. O segundo caso foi de uma criança, de 1 ano, que também se recuperou. A terceira notificação foi registrada no dia 3 de junho. Um caso foi diagnosticado no dia 5, um no dia 6, dois no dia 8 e um nesta terça-feira, 9. Até agora, ninguém morreu em decorrência do coronavírus.

No sábado, 6, foi divulgado o resultado do teste pós-morte de uma iratiense que faleceu no início do mês. No atestado de óbito que a reportagem da Najuá teve acesso constava que uma das causas da morte foi Síndrome da Angústia Respiratória Agudo Grave (SARS) infecção por coronavírus não especificada. Porém, o resultado do exame foi negativo, segundo a secretária de Saúde, Jussara Aparecida Kublinski Hassen.


A idosa já havia realizado outros dois exames PCR quando estava internada no hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa, mas todos descartaram a contaminação.

Outro atestado de óbito de um morador de Irati que morreu no início de maio também constava com uma das causas “suspeita de Covid (recoletado exame)”. Os testes dessa pessoa também deram resultado negativo.

Em entrevista a nossa reportagem na semana passada, o enfermeiro Agostinho Basso, que coordena a Sala de Situação de Risco de Coronavírus em Irati, explicou que a Declaração de Óbito (DO) pode informar até três causas de uma morte.

“Acabou saindo no atestado de óbito, que é entregue para a família no dia do óbito, uma cópia fica no hospital e a outra fica no cartório para gerar a certidão de óbito, nessa Declaração de Óbito existem três causas morte. Causa 1, 2 e 3. Os dois atestados vieram como suspeita de Covid. A nível de cartório a certidão de óbito sai suspeito de Covid. Nós temos um programa, um sistema de informação via internet e oficial do Ministério da Saúde que se chama SIM- Sistema de Informação de Mortalidade. Nesse sistema nosso do Ministério da Saúde, SESA e de todas as secretarias municipais de saúde vai ser alimentado com o resultado do exame pós-morte. Como esses dois óbitos vieram do Laboratório Central do Estado negativos para o Covid-19, ele não entra nas estatísticas nem da SESA, Ministério da Saúde e nem nosso aqui da secretaria como óbito do Covid”, disse o enfermeiro. Ele ainda ressaltou que foi comprovado pelos exames que a causa da morte dessas duas pessoas não foi o Covid-19.

Clique aqui e confira o boletim completo do Departamento de Vigilância Epidemiológica divulgado nesta terça-feira, 9,