notícias

Campo Real anuncia construção de unidade em Irati

Expectativa é que o Centro Universitário Campo Real já passe a funcionar a partir do próximo ano com cinco cursos

Karin Franco, com reportagem de Rodrigo Zub e Paulo Sava e informações SECOM


Campo Real adquiriu antigo colégio Sagrado Coração. Campus Irati do Centro Universitário deve iniciar atividades em 2021. Foto: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati
O município de Irati ganhará mais uma unidade de educação superior. O Centro Universitário Campo Real deverá se instalar na área do antigo colégio Sagrado Coração, localizado entre os bairros Riozinho e Engenheiro Gutierrez. A expectativa é que já possa funcionar a partir de 2021.

Na terça-feira (16), o prefeito de Irati, Jorge Derbli, junto a secretários e vereadores, visitou as futuras instalações da instituição. No mesmo dia, o Centro Universitário firmou a compra da área estimada em 2 mil alqueires da Congregação das Irmãs Franciscanas do Coração de Maria.

O local está sem funcionamento desde a década de 90 e deverá passar por reforma, restauração e reestruturação. A arquitetura original da edificação, que é histórica, será mantida.

O Centro Universitário em Irati poderá receber cinco cursos que ainda não estão confirmados. Os cursos que ainda passam por uma fase de estudos são os de Direito, Administração, Engenharia Civil, Enfermagem e Biomedicina.


Para o reitor, professor Edson Aires da Silva, este é um momento para ser registrado. “É um momento histórico para a Universidade Campo Real e também para o município de Irati, atendendo uma expectativa muito grande de todos que é a aquisição desta área para implantação de um campus que já havia sendo discutido há muito tempo”, declarou o reitor Aires.

O prefeito de Irati, Jorge Derbli, comemorou a notícia.  “É um presente para Irati. Um grande investimento que marca a realidade do Município e que vai trazer benefícios imensos”, disse.

Negociação

Em entrevista à Rádio Najuá, o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, João Almeida Junior, explicou que a negociação para trazer mais um campus universitário ocorre desde o início do ano, a partir de visitas à reitores de universidades.

Um dos locais visitados foi o Centro Universitário Campo Real em Guarapuava, onde o prefeito Jorge Derbli, o presidente da Câmara de Irati, Nei Cabral e o vereador Marcelo Rodrigues, levaram a proposta. Durante as negociações, a juíza Mitzy de Lima Santos também teve participação efetiva na interlocução para a aquisição do imóvel.

Segundo o secretário, a expectativa é que a nova instalação gere empregos e aumente as opções de formação superior já existentes. “A vinda da Campo Real para cá irá movimentar ainda mais a economia de Irati. Trará uma geração de emprego ainda maior. Se pensarmos que cada curso tem em média de 25 a 35 empregos diretos e a universidade está falando em cinco cursos iniciando no ano que vem, nós podemos falar em 150 empregos diretos no município de Irati”, disse.

Outro benefício apontado pelo secretário é a possibilidade de que alunos iratienses evitem o deslocamento para cidades como Guarapuava e Ponta Grossa. Atualmente, são 200 alunos iratienses matriculados na Campo Real. A expectativa é que o Centro universitário possa receber por ano pelo menos 1000 estudantes em cinco anos. “Fora o ganho social e educacional, que é imensurável, terá o ganho econômico direto de empregos no município”, disse.

Histórico

No início de março de 1952, a Congregação das Irmãs Franciscanas do Sagrado Coração de Maria enviou um grupo de sete irmãs da província de Campinas a Irati, tendo por objetivo a instalação da primeira casa da congregação no Paraná. As irmãs chegaram ao município no dia 6 de março e se dirigiram à comunidade do Riozinho, onde estava em construção o Seminário da ordem dos franciscanos. Foram recebidas com muitos festejos e se instalaram numa casa de madeira junto ao seminário, doada também pela família Anciutti.

No dia seguinte, as irmãs fundaram a Escola Sagrado Coração, sendo a Irmã Martha Inacarato Bueno a professora da primeira turma. Era uma classe multisseriada que se iniciou com apenas oito alunos de 1ª, 2ª e 4ª séries. Logo, porém, a escola passou a receber alunos de diversas comunidades próximas e o número de estudantes muito se elevou.

Em 1955, as irmãs transferiram residência para o novo prédio e a escola passou a funcionar em amplas instalações, havendo regime de internato para meninas residentes em comunidades distantes onde não havia escola. Em 1969, o ensino de 1ª a 4ª séries foi estadualizado e, nesse mesmo ano, foi criado o Ginásio Sagrado Coração.

Com a municipalização do ensino de 1ª a 4ª séries, em 1997, foi criada a Escola Municipal Frei Patrício, funcionando nas mesmas dependências do Colégio Sagrado Coração. Ambas as escolas, no entanto, foram extintas em 1999. Desde então, o prédio onde será instalado o Campus Irati da Campo Real, permaneceu desativo.