notícias

Adolescente de Mallet é diagnosticado com coronavírus

Esse foi o terceiro caso registrado em Mallet. Um óbito registrado no município está sendo investigado pela SESA

Da Redação


Imagem da Avenida Barão do Rio Branco, na área central de Mallet. Foto: Google Maps
A secretaria Municipal de Saúde de Mallet confirmou o terceiro caso de coronavírus (Covid-19) na noite de segunda-feira, 15. O adolescente, de 16 anos, que reside na área urbana da cidade, apresentou sintomas gripais e recebeu atendimento na unidade de referência do município.

Segundo nota do Setor de Epidemiologia assinada pela responsável da pasta, Franciely Mikos Kovalski, o jovem teve febre intensa, dispneia (dificuldade em respirar), dor de garganta, cefaleia (dor de cabeça) e calafrios. Ontem, 15, ele apresentou melhoras em seu quadro clínico com apenas uma leve dor de garganta. No momento, o menor está em isolamento domiciliar, assim como os demais familiares, que estão sendo monitorados pela secretaria Municipal de Saúde. O resultado positivo do exame foi confirmado através de teste laboratorial realizado no método RT-PCR. O adolescente não tem comorbidades, ou seja, outras doenças associadas.


A secretaria de Saúde também solicita que os malletenses cumpram as medidas sanitárias para não serem infectados, dentre elas manter o distanciamento social, não viajar ou receber viajantes em casa, usar a máscara ao sair de sua residência e não levar crianças ou pessoas dos grupos de risco em lojas, comércio ou locais públicos em geral. Outra recomendação é que as pessoas sigam as medidas anunciadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria Municipal de Saúde ao sair e ao retornar no domicílio.

Até a manhã desta terça-feira, 16, Mallet havia diagnosticado três casos de coronavírus. Uma moradora se recuperou da doença. Já um homem, de 60 anos, que havia contraído a doença e chegou a ser considerado com um paciente curado, conforme Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), morreu na madrugada de domingo, 14. O caso foi incluído como um óbito causado por complicações da Covid-19 no boletim da SESA de domingo, 14. Porém, ele foi retirado no Informe Epidemiológico de ontem, 15, pois a morte pode ter ocorrido por outras causas. Sendo assim, o caso está em investigação, segundo informação divulgada ontem, 15, na Agência Estadual de Notícias.