notícias

São Mateus do Sul aguarda atestado para confirmar 1ª morte por Covid-19

Moradora de São Mateus do Sul diagnosticada com Covid-19 morreu na manhã desta quarta-feira, 27, em Maringá, onde estava internada para realizar tratamento que não era relacionado ao coronavírus

Da Redação


Imagem ilustrativa


Uma moradora de São Mateus do Sul que havia sido diagnosticada com coronavírus (Covid-19) morreu na manhã desta quarta-feira, 27, em Maringá. A mulher, de 47 anos, estava internada no hospital Psiquiátrico da cidade da Região Norte do Estado para realizar tratamento não relacionado ao SARS-CoV-2.

A secretaria de Saúde de São Mateus do Sul confirmou que a paciente teve diagnóstico positivo para Covid-19 na terça-feira, 26. Porém, não foi informado se ela estava internada e qual era seu estado de saúde. O corpo dela foi transladado para São Mateus do Sul. O sepultado será no Cemitério Municipal. A família informou a reportagem da Rádio Difusora do Xisto que não haverá velório.


Em postagem na página do município no Facebook no fim da tarde de hoje, 27, a Prefeitura informou que aguarda o atestado oficial da morte para que o caso seja contabilizado no boletim diário da secretaria Municipal de Saúde. “A Secretaria ressalta que a paciente contraiu a doença na cidade de Maringá onde estava hospitalizada e não em nosso município. Aproveitamos a oportunidade para expressar nossas condolências à família enlutada. Uma perda que será lamentada por toda a comunidade são-mateuense”, diz um trecho da publicação da Prefeitura de São Mateus do Sul.

Em Maringá, a secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Psiquiátrico ainda não se manifestaram sobre a morte da moradora de São Mateus do Sul. O óbito também não constava no último Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) divulgado no começo da noite de hoje, 27. Os dados municipais revelam que Maringá já registrou 320 casos de coronavírus e seis mortes.

Secretaria de Saúde de São Mateus do Sul aguarda atestado oficial da moradora que estava internada em Maringá para contabilizar morte em seu boletim de Covid-19. Foto: Divulgação

Segundo informações do portal G-1 divulgadas no dia 17 de maio, sete pacientes do Hospital Psiquiátrico de Maringá foram identificados com Covid-19. Na ocasião, a instituição se pronunciou por meio de nota informando que todos os pacientes diagnosticados com coronavírus estavam em uma ala de isolamento, separada dos demais espaços. A direção também informou que 31 funcionários que testaram positivo foram afastados para cumprir quarentena em isolamento domiciliar.

Na mesma reportagem do dia 17 de maio, a secretaria de Saúde de Maringá disse que a primeira pessoa infectada foi uma mulher que chegou de Cascavel. Ela realizou o teste que teve resultado positivo. Os outros seis casos confirmados eram de pessoas que dividiram o quarto com a moradora de Cascavel. Na oportunidade, o hospital afirmou que todos estavam em isolamento. A instituição suspendeu novas internações pelo prazo de 30 dias. De acordo com a publicação do portal G-1, o hospital Psiquiátrico de Maringá contava com 200 funcionários e 240 pacientes.

São Mateus do Sul tem 13 pessoas aguardando resultado do exame laboratorial

No boletim divulgado nesta quarta-feira, 27, a Secretaria de Saúde de São Mateus do Sul comunica que o número de moradores investigados subiu de dez para 13. Uma criança de um ano, cinco homens de 17, 21, 28, 39 e 44 anos e sete mulheres de 18, 21, 31, 36, 72 e duas com 80 anos estão em isolamento domiciliar. Todos aguardam resultado do exame laboratorial. A cidade ainda registra 33 casos monitorados em casa e 75 testes que apresentaram resultado negativo. São 29 testes rápidos realizados em profissionais da saúde e da segurança pública que tiveram resultado negativo. Desde o mês de março, a secretaria de Saúde de São Mateus do Sul atendeu 729 pessoas que tiveram síndromes gripais e respiratórias. Os atendimentos realizados nas unidades de saúde do município compreendem o período de 1º de março até 25 de maio.

A secretaria de Saúde ainda esclarece que testes realizados por empresas privadas serão contabilizados somente após a notificação através do Ministério da Saúde.