notícias

PM localiza moto furtada em abril

Moto furtada em Irati foi localizada em residência no município de Rio Azul. Homem foi autuado por receptação

Da Redação


Policiais do Destacamento da PM de Rio Azul localizaram moto furtada em Irati. Foto: Clayton Burgarth
A Polícia Militar recuperou uma motocicleta que havia sido furtada em Irati. Ela foi localizada em uma residência em Rio Azul no sábado, 30.

Na ocasião, os policiais verificaram a placa e as características da moto. Com isso, eles constataram que se tratava de uma moto furtada no dia 8 de abril. O proprietário da casa disse que a moto pertencia ao seu sobrinho. O rapaz afirmou que havia comprado a moto de um morador de Irati há aproximadamente um mês. Por isso, o jovem foi detido e conduzido até a Delegacia de Rebouças. Ele foi autuado por receptação. A moto também foi encaminhada para a Delegacia.


Acidente sem vítimas

Em Rebouças, dois veículos Gol se envolveram em uma colisão frontal na localidade do Paredão, no sábado, 30. Os dois condutores realizaram o teste do bafômetro com resultado negativo para ingestão de álcool. Não houve vítimas. Os motoristas foram orientados sobre os procedimentos a serem adotados.

Homem agride irmão com jarra e telha

Ainda em Rebouças, um homem agrediu o irmão com uma jarra de vidro e uma telha. O agressor usou os objetos para atingir a cabeça da vítima. O homem agredido sofreu um pequeno corte na cabeça e um ferimento na mão direita. Já o autor da agressão saiu do local com seu carro em direção a cidade de Irati. A vítima foi orientada para registrar o Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia de Rebouças.

Invasão de área particular

Em Fernandes Pinheiro, algumas pessoas foram abordadas pegando pinhões na área da Floresta Nacional de Irati (Flona). O gestor da unidade acionou a PM depois de constatar que dois veículos estavam no local. Policiais localizaram um Uno e uma Van. Ao entrarem na mata, os policiais localizaram algumas pessoas. Elas disseram que costumavam pegar pinhões no local em anos anteriores e que não sabiam que a área era particular.

O gestor não demonstrou interesse na representação. Ele pediu que os policiais apenas orientassem as pessoas que estavam no local. O responsável pela Flona foi orientado para colocar placas indicando que a área é particular e tem a entrada proibida por conta disso.