notícias

PM constata aglomeração de pessoas em parque e eventos em Imbituva

Algumas pessoas foram flagradas participando de torneios de futebol e de laço na localidade de Palmar. Organizadores foram orientados para encerrar eventos e acataram solicitações

Da Redação

Imagem aerea de Imbituva. Foto: Divulgação
Dois eventos com concentração de pessoas foram encerrados na localidade de Palmar, em Imbituva, no sábado, 2. Um deles foi um torneio de futebol. Policiais militares estiveram no local e constataram a presença de aproximadamente 30 pessoas.

O organizador foi orientado para finalizar o evento esportivo respeitando assim os decretos municipais e estaduais, que impedem aglomerações como forma de prevenir o novo coronavírus (Covid-19). Ele acatou a solicitação da PM, que realizou patrulhamento nas proximidades até que todos os participantes se retirassem.

Logo depois, os policiais foram até o local onde estava ocorrendo um torneio de laço. Segundo os policiais, cerca de 80 pessoas estavam participando do encontro de cavaleiros. O responsável pelo evento também foi orientado para encerrar a atividade. Da mesma forma que na situação anterior, policiais realizaram patrulhamento para verificar se todos já haviam deixado o local. 


Já no domingo, 3, policiais constataram a presença de aproximadamente 200 pessoas e vários veículos no Parque Aquático de Imbituva. Todas as pessoas foram orientadas e convidadas a se retirarem do local. Em função da grande quantidade de pessoas foi solicitado apoio da equipe de Guamiranga. As equipes ainda realizaram patrulhamentos para se certificarem que ninguém voltaria ao local.

A PM de Imbituva também prestou apoio a equipe da Vigilância Sanitária na fiscalização de estabelecimentos comerciais. Denúncias indicavam que estava ocorrendo a venda de bebidas alcoólicas e aglomeração de pessoas nesses locais. As equipes visitaram bares na área central e nas localidades de Cachoeirinha e Valinhos. De acordo com a PM, todos os proprietários foram notificados e alguns dos estabelecimentos tiveram seus alvarás suspensos. 

Também em Imbituva, uma funcionária de uma mercearia disse que foi ameaçada por um homem que estava embriagado e tentou entrar no local sem máscara, o que é proibido em função das medidas de combate ao coronavírus. Após a mulher pedir para que o homem deixasse o estabelecimento, ele disse que voltaria com sua turma. A funcionária não demonstrou interesse na representação contra o autor. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram encontrá-lo.

Homem agredido pelo irmão

Em outra ocorrência, um homem foi agredido pelo irmão no sábado, 2. Familiares disseram que o homem agredido estava ameaçando sua mãe. Em virtude do fato, ele foi contido pelo irmão, que lhe agrediu. O agressor deixou o local antes da chegada da polícia. Já a mãe dos envolvidos na briga afirmou que não pretendia representar criminalmente contra o autor da ameaça, que foi advertido sobre a situação e informou que não necessitava de atendimento médico.

Ocorrências de pertubação do sossego

Ainda em Imbituva, policiais foram acionados para comparecer na Vila Brasília. O responsável por uma festa foi advertido sobre o decreto municipal que proíbe festas particulares com mais de dez pessoas e também a respeito da perturbação do sossego. O homem se comprometeu de encerrar a festa.

Em Ipiranga, um homem reclamou que sua vizinha estava com o som alto. A proprietária da casa disse aos policiais que já havia desligado o som e que estava se arrumando para ir em outro lugar. Por sua vez, o vizinho relatou que o som estava incomodando sua família e que na residência mora uma pessoa idosa, além de crianças. Os dois moradores foram apenas orientados, já que a perturbação de sossego não foi constatada.