notícias

Morador de Mallet com Covid-19 está internado em União da Vitória

Homem, de 60 anos, retornou de viagem para Minais Gerais no dia 18 de abril e apresentou sintomas da doença no dia 2 de maio. Teste do paciente teve resultado positivo

Da Redação


Morador de Mallet diagnosticado com coronavírus está internado no hospital Regional São Camilo, em União da Vitória. Foto: Divulgação
A 4ª Regional de Saúde confirmou o segundo caso de coronavírus na tarde desta quarta-feira, 6. O homem, de 60 anos, reside no distrito de Rio Claro do Sul, em Mallet. Ele está internado no hospital Regional São Camilo, em União da Vitória.

O paciente passou pela cidade de Governador Valladares/MG e retornou para Mallet no dia 18 de abril. Ele apresentou dificuldades para respirar no dia 2 de maio. Depois disso, o homem, que é paciente cardiológico, procurou seu médico em União da Vitória para uma consulta de rotina. Desde então, ele permanece internado. Na terça-feira, 5, foi realizada a coleta de sangue do morador de Mallet e encaminhada ao Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen/PR). O resultado foi positivo. A informação foi repassada ao chefe da 4ª Regional, Walter Trevisan, por volta das 12 h desta quarta-feira, 6, pela 6ª Regional de União da Vitória.

O Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) divulgado na tarde de hoje, 6, mostra mais 40 casos confirmados de Covid-19 e duas mortes no Paraná. Porém, o caso registrado em Mallet ainda não consta nos dados estaduais.


Em entrevista ao repórter Valdir Wladyka, da Rádio Studio W, a secretária de Saúde de Mallet, Lorena Soares, disse que o paciente faz parte do grupo de risco, pois já tinha realizado uma cirurgia cardíaca. “Ele viajou para Minas Gerais para atender a mãe que está adoentada. Ficou lá em torno de 30 dias e retornou para o município de Mallet dia 18 de abril. Ele começou a apresentar os primeiros sintomas de dificuldade respiratória no dia 2 [de maio]. Ele procurou o cardiologista que já era o seu médico em União da Vitória e o médico achou que ele estava com pneumonia. Internou ele no hospital Regional [em União da Vitória], foi realizado o teste e positivou para Covid”, relatou a secretária.

Lorena afirma que não há como saber se o morador de Mallet foi contaminado durante a viagem em Minas Gerais ou se contraiu a doença na região em virtude do tempo que passou desde que ele retornou ao município. “Como ele retornou dia 18, não temos certeza se ele se contaminou lá em Minas Gerais ou na viagem que ele fez. Ele deve ter feito uma parada em São Paulo. Talvez já esteja circulando o vírus no município. Como ele é uma pessoa que tem comorbidade [outras doenças associadas] talvez agravou o caso para ele, pode ser que ele contraiu o vírus na nossa região”, analisa.

Segundo informações da Rádio Studio W, o paciente infectado esteve em São Mateus do Sul e na área urbana de Mallet, além da localidade onde reside. Familiares dele também estiveram em Mallet e passaram pelas barreiras sanitárias instaladas pelo município.

“Temos registro de onde as pessoas estão vindo e normalmente na barreira do Rio Claro onde estão indo. Através das informações fomos checar com os familiares, eles realmente passaram [pela barreira sanitária] e estiveram em contato com ele. Já entramos em contato com as secretarias de saúde de São Mateus do Sul, Paula Freitas e União da Vitória. Já nos deslocamos até a residência dele para fazer monitoramento dos familiares, fazer todas as orientações e vamos fazer acompanhamento dos familiares e principais pessoas que tiveram contato com ele”, ressalta a secretária de Saúde.

Lorena ainda solicita que as pessoas não julguem o morador de Mallet por ter viajado. “Ele viajou por uma necessidade que ele teve e ele ficou um tempo fora por sinal não conseguia voltar de lá por causa da Covid. Ele ficou mais tempo lá, mas não podemos dizer que ele veio de lá contaminado. Temos que pensar que pode ter sido contaminado aqui no nosso município”.

Em função do primeiro caso diagnosticado de coronavírus, a secretária reforça a necessidade de manter as medidas recomendadas pelos órgãos de saúde, como uso de máscaras, sair de casa somente se houver necessidade e evitar aglomerações. Quem manifestar sintomas da doença deve procurar os postos de saúde, inclusive as unidades dos distritos de Rio Claro do Sul e Dorizon. Todas as unidades possuem médico, segundo a secretária.

Ela afirma que pacientes oncológicos, diabéticos e de cardiologia continuam os tratamentos em outros municípios. Algumas consultas eletivas que são realizadas em Irati e Curitiba, por exemplo, foram suspensas para evitar o contágio de coronavírus.

O chefe da 4ª Regional de Saúde relata que a paciente de Inácio Martins diagnosticada com Covid-19 (primeiro caso confirmado na região) está sendo acompanhada e passa bem. Ela se mantém em quarentena.

Walter solicita que a população mantenha as medidas de prevenção como distanciamento social, lavagem das mãos com água e sabão ou álcool gel, uso de máscaras e manutenção dos ambientes limpos e arejados. Outras recomendações são evitar visitas aos familiares em especial no Dia das Mães e não cumprimentar as pessoas com beijos, abraços ou apertos de mão. O chefe da 4ª Regional também pede as pessoas que apresentarem sintomas de gripe para entrarem em contato com a secretaria de saúde e evitarem de circular até a unidade.