notícias

Imbituva tem mais dois pacientes curados de Covid-19, segundo SESA

Cidade registrou 19 casos da doença, sendo que 15 já se recuperaram e estão aptas a retornarem suas atividades

Rodrigo Zub


Imagem aerea de Imbituva registrada em 2017. Foto: Asael Ferreira/Arquivo
A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) aponta que Imbituva tem mais dois casos recuperados de coronavírus, conforme Informe Epidemiológico divulgado na tarde desta quarta-feira, 20. Com a atualização dos dados, o município da região Sudeste do Estado registra 15 pacientes curados da doença. Nesta condição, as pessoas já encerraram o período de quarentena e estão aptas a retornarem suas atividades normais.

Imbituva diagnosticou 19 casos de Covid-19. Os quatro moradores que estão se recuperando passam bem e permanecem em suas casas recebendo acompanhamento das equipes de saúde.

Em vídeo publicado no facebook da prefeitura de Imbituva, a secretária de Saúde, Lisiane Moleta, disse que a grande maioria da população não tem respeitado as medidas sanitárias e de distanciamento social para evitar a proliferação do vírus. Por esse motivo, ela reforçou a necessidade das pessoas cumprirem os decretos municipais.


A enfermeira do setor de epidemiologia do município, Dayane Crystine Retzlaff, afirmou que as equipes de saúde iniciaram o monitoramento para identificar pessoas infectadas a partir do primeiro registro de Covid-19 no dia 9 de maio. “Constatamos que o coronavírus é muito transmissível. As pessoas [com a doença] estão todas com sintomas leves a moderados, nenhuma delas precisou de internação, estão em casa. Nós temos o contato deles e juntamente com a equipe de Atenção Primária, fazemos esse monitoramento. Entramos em contato diariamente para ver como estão e se eles precisarem de alguma consulta ou não se sentirem bem, a gente encaminha para atendimento médico”, relata Dayane.

Segundo as representantes da secretaria de Saúde, nomes de moradores infectados e dados sobre locais que eles residem não são divulgados para preservá-los. “Por questão ética não podemos revelar a identidade dos pacientes. Mais podemos dizer que os casos positivos estão em vários pontos da cidade. Nós temos casos em vários bairros e não em um local só. Então, a gente tem dentro do município transmissão comunitária. Desses casos positivos temos monitorado muitos outros casos suspeitos que também estão em várias partes da cidade. Por isso, que a gente faz esse apelo à população para manter distanciamento social, tomar cuidado, se precisarem sair de casa, um por vez, não aglomerar e evitar reunir familiares”, recomenda Dayane.

A enfermeira solicita a todos que apresentarem sintomas gripais para que sigam a recomendação de permanecer em casa para não expor outras pessoas suscetíveis a doença.

Pessoas que tiverem sintomas leves da Covid-19 devem procurar os postos de saúde. Já os que apresentarem falta de ar e febre podem se dirigir ao Pronto Atendimento.

Já a coordenadora da Vigilância Sanitária de Imbituva, Marilaine Wiezbicki, justificou os motivos da prefeitura ter tomado a medida de determinar a suspensão das atividades que não são consideradas essenciais por dez dias. Segundo Marilaine, o fechamento de parte do comércio tem a finalidade de diminuir o ciclo de transmissão do vírus. “Como que vamos conseguir isso? Através do isolamento social. O fechamento, a suspensão de determinadas atividades nada mais é para contribuir com o isolamento social. A partir do momento que nós pedimos para as pessoas ficarem em casa, onde algumas atividades são suspensas, é para não ter motivo para a população circular e haver essa transmissão indesejável do vírus. É uma forma de quebrar esse ciclo de transmissão”.

Outro objetivo da ação é identificar possíveis moradores contaminados e monitorá-los para diminuir a quantidade de casos positivos e alongar a curva epidemiológica. Desta forma, segundo Marilaine, o município tem condições de atender todos os pacientes sem sobrecarregar os leitos ou instituições hospitalares.

No boletim da SESA desta quarta-feira, 20, Imbituva tem nove pacientes em investigação aguardando resultado do exame laboratorial.