notícias

Imbituva confirma mais cinco casos de coronavírus

Cidade já tem seis pessoas infectadas. Primeiro caso havia sido registrado no sábado, 9

Da Redação


Anúncio dos novos casos de Covid-19 foi feito em publicação no facebook da Prefeitura. Foto: Divulgação
Imbituva registrou mais cinco casos confirmados de coronavírus (Covid-19). O anúncio foi realizado em um comunicado assinado pela enfermeira do setor de Epidemiologia, Dayane Crystine Retzlaff, que foi publicado na tarde desta quarta-feira, 13, no facebook da prefeitura.

Até agora, o município já registrou seis pacientes infectados. No sábado, 9, foi registrada a primeira notificação de um homem, de 59 anos, que reside na localidade de Mato Branco. A secretaria de Saúde informa que foram coletadas sete amostras de sangue. Dois testes do Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen/PR) tiveram resultado negativo e cinco confirmaram a contaminação.


Imbituva ainda tem 18 casos suspeitos, sendo que dois deles tiveram amostras de sangue coletadas e aguardam resultado do exame laboratorial. “Continuamos monitorando várias pessoas, entre pacientes com Síndrome Gripal que consultam nas unidades de saúde e Pronto Atendimento e contatos dos casos confirmados de Covid-19”, diz o comunicado.

No documento, a secretaria de Saúde ainda reforça a necessidade das pessoas cumprirem as medidas para evitar o contágio, entre elas manter o distanciamento social, não viajar ou receber viajantes em casa, sair somente quando necessário, usar máscara ao sair para a rua, não levar crianças, idosos e pessoas de risco para lojas e locais públicos e seguir as medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde ao sair e retornar para a residência.

Nesta quarta-feira, 13, o prefeito Bertoldo Rover decretou estado de calamidade pública em Imbituva em função dos problemas de saúde pública e econômicos gerados pelo enfrentamento da pandemia de Covid-19. O município vai solicitar que o estado de calamidade seja reconhecido pela Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). Desta forma, a prefeitura fica dispensada de cumprir as metas fiscais e ficam suspensos prazos e restrições quanto ao limite de despesas com pessoal. Os municípios necessitam prestar contas de seus atos, mas terão maior flexibilidade para gastos, como na contratação de pessoas para ajudar no atendimento ao coronavírus. A medida é prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal. Mais de 200 cidades paranaenses já tiveram o pedido de situação de calamidade pública aprovado na ALEP.

Mallet registra 2º caso de Covid-19

Em Mallet, também foi confirmado mais um caso de coronavírus nesta quarta-feira, 13. Segundo informações preliminares, a paciente é uma mulher, de 40 anos, que teve contado com o primeiro morador identificado com a doença. O homem, de 60 anos, que reside no Distrito de Rio Claro do Sul ficou alguns dias internado no hospital Regional São Camilo, em União da Vitória. Ele recebeu alta na segunda-feira, 11. No Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) divulgado hoje, 14, ele passou a ser considerado com um caso recuperado. Conforme o protocolo estadual, o paciente está curado quando não apresenta sintomas passados 14 dias após o início da doença.

Com a atualização do boletim da secretaria Municipal de Saúde, Mallet tem dois casos confirmados de Covid-19, três suspeitos, sete descartados e quatro notificações de síndromes gripais.