notícias

Filme iratiense “Zé, a vida como ela é 2” começa a ser filmado

Primeiras gravações da nova produção foram realizadas no Pinho de Baixo. Filme também foi inscrito no Festival de Cinema de Gramado

Karin Franco, com reportagem de Paulo Sava

Diretor Lúcio Robaskievicz iniciou as gravações do Filme iratiense “Zé, a vida como ela é 2”. Foto: Tadeu Stefaniak
As filmagens para a continuação do filme iratiense “Zé, a vida como ela é” começaram no domingo (3), na localidade do Pinho de Baixo, no interior de Irati. Desta vez o personagem Zé, interpretado pelo ator Leonilto Simionato (conhecido pela atuação como Jesus no Teatro da Paixão), será acompanhado por dois amigos que tentarão resgatar uma futura namorada do Zé.

O primeiro filme foi lançado no ano passado e teve uma grande repercussão na região. O filme chegou ter sessão lotada em uma exibição em Curitiba. “Se teve o resultado que teve foi graças ao esforço de todos porque não tínhamos investimento algum, não tínhamos dinheiro para gastar. O que pessoal fez foi tudo feito por amor”, disse o idealizador do filme, Lúcio Robaskievicz.

Filmagens

Produzido inteiramente em Irati, o filme continua a ter praticamente o mesmo elenco, mas em papeis diferentes. Porém, haverá surpresas. “Há pessoas bem conhecidas na cidade”, revelou Lúcio.

A localidade do Pinho de Baixo foi escolhida como cenário após pesquisas de Lúcio no interior do município. “Percorri quase o município todo procurando alguns cenários que fossem mais ideais para esse filme, e onde consegui ver um cenário mais ideal foi no Pinho”, conta.


A filmagem está sendo realizada como a anterior. O roteiro continua a ser improvisado. “Não há um roteiro. Só um resumo da história. Como confio nos atores, eu só passo a ideia para eles e eles acabam executando da forma que achar que é mais conveniente. Por isso acho que está dando certo, está saindo algo bem natural, bem espontâneo”, disse Lúcio.

O filme deve continuar sendo de comédia. “Através do filme vamos tentar levar um pouco de alegria para o pessoal que vai assistir”, disse.

O que mudou foram os equipamentos. Com uma reserva obtida do filme anterior, foi possível ter equipamentos melhores para a filmagem. “Investimos bastante em som, em equipamento novo, tanto é que este filme, o segundo filme do Zé, está sendo produzido bem mais profissional que o primeiro, com equipamento bem melhor e de qualidade bem melhor que o anterior”, explica.
A continuação do filme poderá ser exibida entre outubro e novembro.


Primeiras cenas foram gravadas em propriedade no Pinho de Baixo. Foto: Tadeu Stefaniak

Festival de Gramado

O primeiro filme foi inscrito no Festival de Cinema de Gramado/RS. Lúcio conta que conseguiu inscrever o filme no penúltimo dia e que ele deverá ainda passar por uma pré-seleção.

“No ano passado foram mais de 600 filmes inscritos e 42 são classificados. Então, se formos classificados já valeu a pena. Na verdade, já valeu a pena, o sorriso das pessoas, o choro das pessoas, isso para nós pagou o filme todo”, disse.

No dia 15 de agosto deverá sair o resultado dos 42 finalistas. Desses, oito serão classificados e irão para o Festival de Gramado que acontece em setembro.

DVDs

Os DVDs do primeiro filme estão sendo vendidos a R$ 20 em estabelecimentos como Vídeo Foto, Mercadomóveis e outros locais da cidade.

Para quem quiser ajudar no patrocínio do segundo filme o contato é (42) 9-9908-1163.

Confira mais imagens das gravações