Publicidade Topo

notícias

Feira orgânica de Irati atende on-line

Em função da pandemia do coronavírus, população pode fazer encomendas pelo WhatsApp e receber produtos em casa

Lenon Diego Gauron, com reportagem de Rodrigo Zub e Paulo Sava


Caixa com tomates. Feira orgânica oferta produtos agroecológicos de agricultores familiares. Foto: Divulgação
A feirante Larissa Okonski de Paiva e o Técnico em Agroecologia Ari Gomes de Andrade falaram como funciona o projeto da Feira Orgânica de Iratri, desenvolvido através de uma parceria dos agricultores que fazem parte do Núcleo de Certificação Monge João Maria, Rede Ecovida e Associação São Francisco de Assis durante participação no programa “Meio Dia em Notícias”, da Super Najuá 92.5. 

“Eu convidei o Ari, que é técnico em agroecologia, para ele colocar mais produtos junto com nós. Os produtores foram se interessando, foi dando certo a ideia, fomos cultivando, levando para frente e, graças a Deus, está bem encaminhado e o pessoal procura bastante”, comemorou Larissa.

A feira conta com uma boa diversidade de produtos orgânicos certificados pela Rede Ecovida de Agroecologia. “A gente trabalha com o mel, toda a parte de verduras, vários tipos de feijões, grãos, frutas, galinha caipira, ovos e várias outras cosias”, destacou a feirante.

Os produtores certificados. Então é um produto de qualidade que a gente tem

Ari disse que a ideia da feira é atender ao público e também gerar renda para os agricultores da região. “A gente traz essa proposta da feira para suprir a demanda e também para trazer uma renda para o agricultor, pois é dinheiro entrando de forma direta.  São nove grupos e em cada grupo tem aproximadamente oito ou nove agricultores. A maioria dos produtores que a gente está trabalhando são de Rebouças e da região”.

O Técnico em Agroecologia comentou também como são selecionados os produtos que serão disponibilizados na feira. “Eles passam a lista de produtos que eles plantam – produto de época. Então, para não deixar nenhum produtor de lado, a gente acaba pegando feijão e mandioca de um, arroz de outro”, afirmou.



Com a chegada da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, a maioria dos setores, principalmente o comércio, sentiram os efeitos do isolamento social e tiveram que se adaptar. Esse foi o caso da Feira Orgânica que funcionava no Parque Aquático. Agora a alternativa é disponibilizar a lista dos produtos disponíveis pelo WhatsApp. “Devido à pandemia, a gente parou com a feira no Parque. Mas, para não deixar o nosso público sem os produtos, a gente está atendendo em forma de sacolas. A gente passa uma lista no WhatsApp, conversa com os produtores e, no sábado, a gente fecha as sacolas e faz a entrega”, ressaltou Larissa.

Ari falou sobre as medidas de higiene que estão sendo cumpridas a fim de evitar a propagação do novo coronavírus. “Seguimos o protocolo, com álcool em gel, com a máscara e com a luva, quando é necessário. O que dificulta um pouco é esse contato com o agricultor, pois nós temos um número de agricultores que estão na idade de risco. Também o contato com os consumidores, pois na feira a gente tem o contato direto com as pessoas para mostrar os produtos e as dúvidas que as pessoas têm sobre os produtos”.

“As entregas são aos sábados. A gente passa a semana organizando e correndo atrás de produto, falando com os agricultores sobre a questão do que cada consumidor vai pedir para entregar no sábado”, complementou Ari.

Não há necessidade de pedir uma quantidade mínima de produtos para ser realizada a entrega. Os pedidos podem ser feitos de segunda a sexta-feira, diretamente com o Ari, pelo número (42) 9-9832-6772; e com a Larissa, pelo número (42) 9-9841-2457.

Confira mais fotos dos produtos disponibilizados