notícias

Bandidos agridem vigia com coronhadas durante tentativa de assalto em cooperativa

Chegada rápida da PM frustrou ação dos bandidos, que abandonaram carro com objetos roubados e fugiram sem levar nada

Da Redação

Foto: PM/Divulgação
Bandidos agrediram o vigia de uma cooperativa durante uma tentativa de assalto na noite de quarta-feira, 6, nas margens da BR-373, na entrada de Imbituva. Com a chegada da Polícia Militar, os ladrões deixaram o local e abandonaram os produtos roubados.

Por volta das 3 h da madrugada de hoje, 7, a central de monitoramento da empresa solicitou apoio dos policiais, pois havia perdido o contato com as imagens das câmeras de segurança e o vigia do estabelecimento. A PM constatou que a cerca que dá acesso ao pátio havia sido cortada e a guarita estava com os vidros quebrados.

Durante buscas, os policiais ainda verificaram que vários locais do estabelecimento foram arrombados, como o escritório, refeitório, almoxarifado e demais salas da empresa. Entretanto, ninguém foi localizado. Em buscas externas, a equipe localizou um veículo Fiat Strada carregado com objetos roubados da cooperativa. Policiais escutaram um pedido de socorro vindo de dentro do compartimento que fica em baixo de uma caixa d’ água. Nesse local estava o vigia. Ele disse que foi abordado por aproximadamente seis homens que portavam pistolas e armas longas por volta das 23 h de ontem, 6. Os bandidos agrediram o funcionário com coronhadas e chutes e o trancaram no estabelecimento.


A chegada rápida dos policiais frustrou a ação da quadrilha, que abandonou os objetos roubados. Policiais de Guamiranga estiveram no local e auxiliaram nas buscas pelos autores da tentativa de roubo. O investigador de plantão da Polícia Civil de Irati orientou os policiais de Imbituva para entregarem o veículo Strada e os objetos ao gerente da empresa, já que o roubo não foi consumado.

Acidente deixa um ferido em Imbituva

Ainda em Imbituva, o condutor de um Voyage avançou a preferencial na rua Xavier da Silva e atingiu um veículo Fiat Siena, que transitava pela rua João Teodoro Stadler. O motorista do Voyage foi encaminhado ao Pronto Atendimento de Imbituva com ferimentos em uma das pernas. Ele recebeu atendimento e logo foi liberado. O Voyage foi apreendido, pois estava sem alguns equipamentos obrigatórios como para-choque dianteiro e traseiro, além de alteração de características. O carro foi encaminhado ao pátio do 3º Pelotão por um guincho da corporação. Já o Siena foi liberado ao proprietário por não apresentar pendências administrativas. Os condutores foram liberados no local.

Outro acidente em Irati

Outro acidente foi registrado no perímetro urbano da BR-153, em Irati, na tarde de ontem, 6. Imagens de câmeras de segurança de um estabelecimento registraram o momento que um Celta que estava em uma rua lateral tentou atravessar a rodovia e foi atingido por um Gol, que seguia em direção a saída do município. O Corpo de Bombeiros esteve no local e prestou atendimento a uma jovem, de 25 anos, com ferimentos leves.

Confira abaixo as fotos do acidente


Foto: WhatsApp/Divulgação

Foto: WhatsApp/Divulgação

Perturbações de sossego


Também em Irati, a PM registrou duas ocorrências de perturbação de sossego. No bairro Rio Bonito, um morador disse que seu vizinho costuma fazer festas em sua casa e se prolonga durante a noite causando perturbação do sossego. O homem que acionou a polícia foi orientado sobre a necessidade de três pessoas representarem contra o autor do fato, conforme orientação do Ministério Público. Somente desta forma, a pessoa pode ser encaminhada para a sede da 8ª Cia para assinar Termo Circunstanciado. No momento do atendimento da ocorrência, os policiais constataram que estava ocorrendo uma festa com várias pessoas, mas não havia músicas. A equipe orientou o proprietário da casa para encerrar a festa.

Já no bairro Riozinho, um homem também informou que seu vizinho costuma fazer festa com som alto e gritaria. O morador disse que ontem, 6, o fato se repetiu. Depois de receber a informação que precisava reunir três pessoas para representar a ocorrência, o homem optou em decidir posteriormente o que pretende fazer. Policiais estiveram no local e constataram apenas som de conversas. O responsável pela residência se comprometeu a fazer silêncio no local.