notícias

Agências da Caixa de Irati e região abrem neste sábado para atendimento do Auxílio Emergencial

Horário de atendimento será das 8 às 12 h. A partir deste sábado, 30, será possível realizar a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos

Da Redação, com informações da Assessoria da Caixa Econômica Federal


Caixa de Irati (em destaque na foto) será uma das 142 agências do Paraná com horário especial de atendimento neste sábado, 30. Foto: Jussara Harmuch
Em todo o Paraná, 142 agências da Caixa Econômica Federal abrem neste sábado, 30, das 8 às 12 h para atendimento aos beneficiários do Auxílio Emergencial que receberam a primeira parcela até 30 de abril, nascidos em janeiro e que queiram fazer o saque em espécie do benefício.

A partir de amanhã, 30, também será possível a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos. Em todo o País serão 2.213 unidades abertas. Na região, as agências que funcionarão são de Arapoti, Carambeí, Castro, Imbituva, Irati, Jaguariaíva, Palmeira, Piraí do Sul, Ponta Grossa, São Mateus do Sul, Telêmaco Borba e Tibagi. Em Ponta Grossa, haverá atendimento em cinco agências localizadas no centro e nos bairros Chapada, Nova Rússia, Oficinas e Uvaranas.



A Caixa reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8 às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

O banco fechou parceria com 1.190 prefeituras em todo o País para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. A triagem nas filas foi reforçada, de forma que aqueles que não estão na data respectiva de pagamento em espécie não permaneçam no local.

Nesta sexta-feira, 29, terminam os escalonamentos definidos para pagamento da segunda parcela aos beneficiários do Auxílio Emergencial que integram o Bolsa Família e para o pagamento da primeira parcela as pessoas que ainda não tinham recebido o recurso. Mesmo após o encerramento desses calendários, os valores do auxílio continuarão disponíveis para recebimento.

O aplicativo Caixa Tem possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone, por exemplo. Além disso, disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual Caixa. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em maquininhas autorizadas com a funcionalidade do cartão virtual de débito.

Para utilizar o cartão virtual o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, o primeiro passo é atualizar o Caixa Tem. Depois, entre no aplicativo e acesse o ícone Cartão de Débito Virtual. Ele é o último da tela inicial. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do Caixa Tem. Em seguida, irá aparecer os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código.

Pode solicitar o benefício do auxílio emergencial o cidadão maior de 18 anos que atenda a todos os seguintes requisitos:

Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

- Microempreendedores individuais (MEI);

- Contribuinte individual da Previdência Social;

- Trabalhador Informal

Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Exceção para mães menores de 18 anos

Quem não tem direito ao Auxílio

Tenha emprego formal ativo;

Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135) ou cuja renda mensal por pessoa maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);

Está recebendo Seguro Desemprego;

Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;

Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.