Publicidade Topo

notícias

Uso de máscaras passa a ser obrigatório no Paraná com multa em caso de descumprimento

Governador Ratinho Junior sancionou, nesta terça-feira (28) a lei que determina o uso do equipamento em ambientes de uso coletivo, públicos e privados, no estado.

Por G1 PR e RPC Curitiba


A utilização de máscaras em locais de uso coletivo, públicos e particulares, do Paraná passou a ser obrigatória por lei a partir desta terça-feira (28).

O texto havia sido aprovado em versão definitiva pelos deputados estaduais na segunda-feira (27), e a foi sancionado pelo Governador Ratinho Junior (PSD).

A Lei nº 20.189 prevê multa em caso de descumprimento. A penalização varia entre R$ 106 e R$ 530 para pessoas físicas, e entre R$ 2.120 e R$ 10.600 para empresas.

CORONAVÍRUS NO PARANÁ: veja as principais notícias


Conforme o estabelecido na lei, a população de todos os municípios do Paraná é obrigada a usar máscaras, preferencialmente de tecido, em "espaços abertos ao público ou de uso coletivo", que são:

-Vias públicas;
-Parques e praças;
-Pontos de ônibus, terminais de transporte coletivo, rodoviárias, portos e aeroportos;
-Veículos de transporte coletivo, de táxi e transporte por aplicativos;
-Repartições públicas;
-Estabelecimentos comerciais, industriais, bancários e empresas prestadoras de serviços;
-Outros locais em possa haver aglomeração de pessoas.

Ainda de acordo com a lei, as repartições públicas, comerciais, industriais, bancárias e as empresas de transporte rodoviário, ferroviário e de passageiros são obrigadas a:


-Fornecer máscaras de proteção aos funcionários e garantir que eles usem o equipamento, independentemente de estarem ou não em contato com o público;
-Exigir que o público geral também use máscaras no estabelecimento;
-Oferecer locais para higienização das mãos com água corrente e sabonete líquido ou pontos com álcool gel 70% para funcionários e clientes.

No texto, o governo do estado não informou como deve ser realizada a fiscalização da obrigatoriedade. O dinheiro arrecadado com as multas deve ser destinado ao combate da Covid-19.