notícias

Ronaldão deixa PP e se filia no PSDB

Filiado no mesmo partido do prefeito Jorge Derbli, que é pré-candidato à reeleição, Ronaldão descarta possibilidade de concorrer ao Executivo Municipal

Da Redação


José Ronaldo Ferreira (Ronaldão) já foi vereador em duas legislaturas e poderá concorrer novamente a uma vaga na Câmara Municipal nas eleições de outubro. Foto: Paulo Sava/Arquivo

Vereador durante duas legislaturas, o pecuarista José Ronaldo Ferreira, o “Ronaldão”, se filiou ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Ele deixou o Partido Progressista (PP), legenda que concorreu ao cargo de prefeito nas eleições municipais de 2016.

Em contato com a nossa reportagem, Ronaldão justificou que mudou de partido, pois ficou sozinho no PP, já que não teve como articular a adesão de novos filiados nos últimos anos em virtude do seu tratamento contra o câncer. “É de conhecimento de todos que eu já luto contra o câncer há três anos praticamente e fiquei meio ‘solito’ no partido devido a todos os problemas de saúde. Não consegui fazer as ‘costuras’ como se diz e devido a tudo isso eu mudei de partido. Sai do PP e fui para o PSDB”, afirma.

Nas eleições de 2016, Ronaldão obteve 2.384 votos (6,92% dos válidos) e ficou em quarto lugar na disputa majoritária. Jorge Derbli foi eleito com 18.065 votos (52,46% dos votos válidos). Agora filiado ao mesmo partido do prefeito, que é pré-candidato à reeleição, Ronaldão descarta a possibilidade de concorrer ao Executivo nas eleições de outubro. “Não sou candidato a prefeito, fiquei sozinho no partido [PP] e dessa forma mudei [para o PSDB]”, relatou. Uma das possibilidades é que Ronaldão dispute uma vaga na Câmara de Irati. Com o fim da janela partidária na sexta-feira, 3, o PSDB passou a contar com quatro vereadores no legislativo. Edson Luiz Elias e Alberto Schereda eleitos pelo partido em 2016 continuam na legenda. Marcelinho Rodrigues, que é líder do governo na Câmara, fez o mesmo caminho de Ronaldão. Migrou do PP para o PSDB. Já Wilson Karas deixou o Partido Social Democrático (PSD) e ingressou no PSDB.

Encerrado o prazo de filiações no sábado, 4, o PSDB ainda conta com outros três ex-vereadores: Jorge Luiz Zen, que ocupou o cargo entre os anos de 2001-2004 como titular e nesta legislatura assumiu uma cadeira como suplente, Antonio Roberto Cequinel, que foi eleito dois mandatos consecutivos entre 2001 e 2008, e José Renato Kffuri (Nato Kffuri) de 2013 a 2016.

Quer receber notícias locais? 

Trajetória política de Ronaldão 

Ronaldão já exerceu o cargo de vereador por oito anos entre 2005 e 2012. Foi eleito pela primeira vez como vereador em 2004 com 875 votos pelo Partido Republicano Progressista (PRP), que já foi extinto e atualmente se chama Patriota (Patri). Quatro anos depois, ele somou 1.133 votos e conseguiu novamente uma das vagas no legislativo iratiense pelo Democratas (DEM). Em 2012, ele desistiu de se candidatar à reeleição, após não receber apoio do seu partido que na época era o DEM. Dois anos depois, Ronaldão foi candidato a deputado estadual. Ele ficou na terceira suplência da coligação PP-PMN na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) com 16.332 votos. Com 9.135 votos conquistados somente em Irati, Ronaldão foi o mais votado o cargo de deputado estadual no município.

O novo filiado do PSDB é natural de Inácio Martins, nasceu no dia 10 de maio de 1970 e possui ensino fundamental incompleto. Ronaldão é casado com Joana Ferreira e é pai de Marília Ferreira.