notícias

Não tenho Bolsa Família e nenhum outro cadastro, como receber o auxílio de 600 reais?

Leia com atenção até o final esta matéria do G1, com edição da Najuá. Não clique em links de whatsApp que prometem cadastramento, isso não existe, é fake news (leia mais sobre um golpe que vem sendo aplicado neste sentido).


O governo anunciou que vai pagar um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, desempregados e MEIs para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania.

O benefício será válido por três meses e poderá atender a até dois membros da mesma família, podendo chegar a R$ 1,2 mil. Trabalhadora informal que for mãe e chefe de família terá direito a duas cotas, ou seja, receberá R$ 1,2 mil mensais por três meses. Pelas regras os trabalhadores deverão cumprir alguns critérios, em conjunto, para ter direito ao benefício, como não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família.

Os primeiros a receber serão os que já têm cadastro no Bolsa Família. 

Quer receber notícias locais? 

Quem não estiver cadastrado no CadÚnico também poderá receber o benefício, mas a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita. É necessário estar dentro do limite de renda média - (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50); ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família; não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.).

Você pode saber se está inscrito no CadÚnico de três maneiras: pelo site do Ministério da Cidadania, pelo aplicativo Meu CadÚnico e pelo telefone.

Pelo site

Para saber se o seu nome está no CadÚnico, é preciso acessar este link: aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/.https://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/ Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Cidadania, o site vem apresentando instabilidade.

No endereço acima, você irá encontrar a página com um formulário para preencher o nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecionar o estado e o município onde que você mora. Após preencher, é só clicar em "Emitir" e, assim, saber se o seu nome está ou não inscrito no CadÚnico.

Aplicativo

É possível também fazer a consulta pelo aplicativo Meu CadÚnico. Clique aqui para baixar o aplicativo no seu celular.

Após baixar e abrir o app, é só clicar em 'entrar' e inserir as mesmas informações solicitadas pelo site: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado.

Consulta telefônica

O Ministério também disponibiliza um canal de atendimento por telefone para tirar as dúvidas sobre os programas sociais e CadÚnico no 0800 707 2003. Ao ligar neste número, você deve selecionar a opção 5.

O serviço de ligação é gratuito, e pode ser feito por um telefone fixo ou móvel. Antes só era possível pelo telefone fixo, mas o governo já liberou as ligações feitas de celular.

Os horários de atendimento são:

07h às 19h de segunda a sexta-feira.
10h às 16h nos finais de semana e feriados nacionais e durante o Calendário de Pagamento do Bolsa Família.