notícias

Médico fala como se manter saudável em época de isolamento

Ansiedade, obesidade e a falta de vitamina D, estão entre os problemas que o isolamento social pode causar em nosso corpo

Dr. João Marcos Filipaki
Lenon Diego Gauron

Com o isolamento social e o fechamento de praças, parques e academias para evitar a transmissão do novo coronavírus, é preciso tomar alguns cuidados para não cair no sedentarismo.
Em entrevista à Rádio Najuá, o médico clínico geral, João Marcos Filipaki, que atende no Pronto Atendimento Municipal, deu dicas de como se manter saudável em casa nesse período de isolamento social, praticando exercícios físicos simples.

De acordo com ele, a ansiedade é uma das principais causas da obesidade.
Aumentando a nossa ansiedade, muitas vezes aumentará o nosso apetite. É preciso estar atento aos sinais que você está comendo, não por fome, mas sim por ansiedade. Então pode haver uma necessidade aumentada da ingestão de doces, de massas, uma necessidade de estar comendo sem parar ao longo do dia. Isso é sinal de ansiedade, o que pode levar a piora da obesidade, alertou.
O sedentarismo é um risco comum em nossas vidas, mesmo em épocas em que não estamos em isolamento social.
O recomendado é que se faça trinta minutos de exercícios aeróbicos ao dia. Hoje existem muitas opções de práticas de exercícios indoor [praticado em ambiente fechado] que podem ser até mesmo brincadeiras, como polichinelo, pular corda, ‘correr parado’ no lugar etc. Uma frequência de 5 minutos de pular corda, mais 5 de polichinelo e mais 5 minutos de corrida. Aí você descansa por 2 minutos e repete, sempre tomando cuidado com a sua capacidade cardiovascular para não sobrecarregar, recomenda
Também é preciso estar atento a absorção de vitamina D, essencial para o nosso corpo.
A vitamina D na verdade é um hormônio, principalmente encontrado na pele, e nesses dias de isolamento social isso torna-se um risco pois ela é 'ligada' pela luz solar, orienta o médico.

A vitamina D participa de diversas funções vitais em nosso corpo, principalmente na absorção óssea, além de ter efeitos na parte cardiovascular e no sistema imunológico, conta o Dr. João Marcos que também dá dicas para melhorar esta absorção.
Pelo menos vinte minutos de exposição solar sem o protetor solar. É claro que orientamos usar o protetor solar [para prevenir manchas na pele que podem se transformar em câncer], mas, nesse caso, o sol nas primeiras horas do dia ou após as 16h vai proporcionar o metabolismo correto da vitamina, completou.