notícias

Guarapuava registra 2º caso positivo de coronavírus

Homem, de 50 anos, está em isolamento e não apresentou sintomas da doença. Primeiro paciente diagnosticado com a doença no município está internado há quase um mês

Rodrigo Zub
Primeiro paciente diagnosticado com coronavírus em Guarapuava continua internado na UTI do hospital São Vicente, em Guarapuava. Foto: AEN



O município de Guarapuava confirmou o segundo caso de coronavírus nesta quinta-feira, 16. A informação foi repassada pelo secretário de Saúde, Celso Góes, em vídeo gravado em sua página pessoal no Facebook.

O paciente diagnosticado com Covid-19 possui 50 anos e não viajou para o exterior. Ele tem histórico apenas de viagens nacionais. O homem está em isolamento domiciliar e não tem sintomas da doença (assintomático). Ele realizou o exame em um laboratório particular. “O exame detectou que já passou o período de latência da doença, ou seja, há presença de resposta imunológica”, informou a secretaria de Saúde de Guarapuava em nota.

Conforme boletim divulgado pela pasta às 19 h desta quinta-feira, 16, Guarapuava tem dois casos confirmados de coronavírus, cinco em investigação aguardando resultado do exame do Laboratório Central do Paraná (Lacen/PR), 82 descartados com exame negativo, 158 em monitoramento, ou seja, em isolamento domiciliar e 134 moradores liberados do isolamento domiciliar após ficarem 14 afastados do convívio contra outras pessoas.



O outro guarapuavano infectado tem 57 anos e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Vicente de Paulo. Ele foi diagnosticado com a doença no dia 26 de março. Conforme informações da prefeitura de Guarapuava, o paciente foi atendido primeiramente por uma equipe da Secretaria de Saúde, que constatou a necessidade de hospitalizá-lo no dia 20 de março. Desde então, ele está internado e sem alterações graves no momento. Góes falou sobre o estado de saúde do paciente. “Está sem drogas vasoativas, sem sedação, sem ventilação mecânica, que é muito importante, somente no oxigênio”, afirmou o secretário de Saúde, que reforçou a necessidade de isolamento social e distanciamento das pessoas que frequentam estabelecimentos como bancos e lotéricas.

“O distanciamento social é muito importante. O isolamento social é importante. Não saia de casa sem suas máscaras, não aglomere”. Góes também destacou que os cidadãos devem respeitar a distância de dois metros em filas e manter os cuidados com a higiene pessoal, como lavar as mãos com frequência, além de manter isolados os idosos e outras pessoas que fazem parte do grupo de risco.

Boletim coronavírus da secretaria de Saúde de Guarapuava. Foto: Divulgação

Situação nos outros municípios da 5ª Regional

O segundo caso confirmado de coronavírus em Guarapuava ainda não consta no boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA) na tarde de hoje, 16. Os dados estaduais indicam 224 casos descartados de Covid-19 na 5ª Regional de Saúde, que responde por 20 municípios. No boletim da SESA foram descartados 127 casos em Guarapuava, 15 em Pitanga, 13 no Pinhão, 12 em Laranjeiras do Sul, dez em Prudentópolis, sete em Nova Laranjeiras, seis em Candói, cinco em Palmital, quatro em Virmond, três em Marquinho, dois em Cantagalo, Porto Barreiro e Rio Bonito do Iguaçu, um em Campina do Simão, Goioxim, Foz do Jordão, Laranjal e Turvo.

4ª Regional continua sem casos da doença

Na 4ª Regional de Saúde de Irati são apenas dois casos em investigação, de acordo com os dados da SESA. Um morador de Mallet e um de Imbituva estão aguardando resultado do exame do Lacen. A região já descartou 67 casos suspeitos: Irati (35); Fernandes Pinheiro (3); Guamiranga (1); Imbituva (9); Inácio Martins (2); Mallet (2); Rebouças (7); Rio Azul (7) e Teixeira Soares (1). A 4ª Regional é a única no Estado que segue sem casos confirmados da doença.

Paraná tem 845 casos e 43 mortes 

No Paraná são 845 casos e 43 mortes da Covid-19. Os óbitos confirmados ontem, 16, pela SESA foram de uma moradora de Manoel Ribas e de um homem que vivia em Registro (SP), mas estava internado em Curitiba.

A paciente de Manoel Ribas tinha 34 anos e recebeu o diagnóstico da doença no dia 9 de abril. A vítima que morava no interior de São Paulo tinha 76 anos. Segundo a secretaria, o idoso foi transferido para um hospital particular de Curitiba na segunda-feira, 13, com complicações. Das 43 mortes, são de pessoas que não residiam no Estado. Além do óbito do paciente de Registro (SP), a SESA já havia confirmado anteriormente a morte de um paciente que morava em Natal (RN). As outras vítimas são de Curitiba (8), Maringá (5), Campo Mourão e Londrina (4), Paranaguá, Cascavel e Campo Largo (2), Campina da Lagoa, Cianorte, Guaíra, Santa Fé, Iretama, Jussara, Arapongas, Quatiguá, Primeiro de Maio, Ivaiporã, Paranavaí, Pinhais e Pato Branco (1). As cidades com o maior número de casos continuam sendo Curitiba, com 320, Londrina, com 74, e Cascavel, com 59.

As informações são do portal G-1