notícias

Detentos fogem da Delegacia de Irati

Detentos cavaram túnel para deixar o local. Quatro dos 14 presos que fugiram foram recapturados pela Polícia Civil e Polícia Militar

Da Redação


14 presos fugiram da Delegacia de Irati na madrugada de hoje, 02. Destes, 04 foram recapturados. Foto: Divulgação WhatsApp

Detentos fugiram da Delegacia de Irati na madrugada desta quinta-feira, 02, por volta das 04 horas. De acordo com o delegado Paulo César Eugênio Ribeiro, 14 presos fugiram por um túnel de 40 cm de diâmetro e aproximadamente 3 a 4 metros de comprimento. Eles cavaram em uma camada de aproximadamente 40 cm de concreto, por onde tiveram acesso à rede de esgoto, que fica dentro do pátio da carceragem. Em seguida, pularam o muro para ter acesso à rua.

Até o final da tarde de hoje, quatro fugitivos haviam sido recapturados ainda em Irati. Porém, a identidade deles não foi divulgada. Outros dez permanecem foragidos. Segundo o delegado, metade dos presos é de Irati. O restante vem de outros municípios. As buscas devem seguir com o apoio da PM e das forças de segurança do município.

Conforme Ribeiro, os detentos que fugiram estavam na ala conhecida como “fundão”, que recebe acusados por furtos, tráfico de drogas e outros crimes que não sejam sexuais ou tenham sido praticados contra a mulher. “É uma dinâmica que varia, não é uma conta exata que temos. Estamos levantando a ficha deles para poder identificá-los”, frisou.

Antes da fuga, a carceragem da delegacia abrigava 100 presos. De acordo com o delegado, a superlotação do local pode ter contribuído para a fuga. “Para uma cadeia com capacidade para 32 presos, é três vezes mais que o suportável, e isto acabou contribuindo com certeza para a fuga”, comentou.


O delegado diz que não foi possível perceber qualquer movimentação ou sinal de que os presos estivessem planejando fugir. Ele diz que a suspensão de visitas e a entrega de alimentos por parte dos familiares dos detentos em virtude da pandemia de Coronavírus (COVID-19) contribuiu psicologicamente para a fuga. No entanto, ele afirma que não há qualquer possibilidade de os presos contraírem a doença dentro da carceragem.

“Aqui seria o lugar mais seguro porque eles não têm contato com ninguém e nenhum objeto. Evidentemente que a suspensão da visita ou da entrega de alimentação trazida pelos familiares acaba abalando o psicológico dos presos, muito embora eles entendam a situação da gravidade do Coronavírus, mas eu acredito que isto contribui para a ociosidade e afeta o psicológico dos presos”, frisou.

Ribeiro solicita que a população repasse qualquer informação sobre os detentos para a Polícia Civil pelo WhatsApp da delegacia, (42) 9-9800-3480, ou pelos telefones 3422-2020, 3423-1254 e 3422-5176 ou pelo 190 da Polícia Militar, caso tenha visto homens sujos de barro em atitudes suspeitas.

“De qualquer forma, cabe um alerta neste momento em que o caso está em andamento. Se alguém localizar na rua uma pessoa com marcas de barro, suja, sem ter para onde ir, peço que a população ligue para o 190 ou encaminhe denúncia pelo WhatsApp da Delegacia, para que possamos unir esforços e conseguir capturar o maior número de presos”, finalizou.

Detentos tiveram acesso ao pátio da Delegacia, de onde pularam o muro para fugir. Foto: Divulgação WhatsApp
Detentos cavaram um túnel de 40cm de diâmetro por 4 metros de comprimento para fugir. Foto: Divulgação WhatsApp


Túnel utilizado para fuga dos detentos da Delegacia de Irati. Foto: Divulgação