notícias

Santa Casa adota novo protocolo mediante pandemia de coronavírus

Visitas estão suspensas por período indeterminado

Edilson Kernicki, com reportagem de Jussara Harmuch 

Santa Casa suspendeu visitas hospitalares por tempo indeterminado. Foto: Divulgação
A Santa Casa de Irati adotou novo protocolo mediante a pandemia de coronavírus (Covid-19). O provedor Ladislao Obrzut Neto afirma que o hospital possui dez leitos de UTI adulto e dez de UTI Neonatal. Todas, porém, estão hoje ocupadas.
A instituição, segundo Ladislao, possui condições de criar mais 12 leitos de UTI com equipamentos externos, se o Estado encaminhar. “Se houver necessidade, a Santa Casa tem espaço para criar de dez a 12 leitos vagos, mas isso só se houver necessidade”, explica. A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) deve viabilizar a compra e alocação de mais equipamentos, especialmente respiradores, se houver um problema maior relacionado à pandemia de Covid-19.
Todos os horários de visitas foram suspensos por prazo indeterminado. Na UTI, as visitas foram restringidas ao máximo e só podem ser autorizadas pelo próprio Dr. Ladislao ou pela equipe de plantão na UTI. No ambulatório, entretanto, os horários foram divididos para atender à demanda do surto. As cirurgias eletivas que já estavam agendadas estão sendo realizadas.
“Estamos mantendo o ambulatório com menos de 50 pessoas, para o atendimento não se perder. Se, porventura, tivermos a indicação do Estado do Paraná, da SESA [Secretaria de Estado da Saúde] ou se ocorrer alguma coisa grave, todas serão suspensas”, acrescenta.
Os pacientes que foram diagnosticados com o coronavírus serão encaminhados para os hospitais de referência em Campo Largo e do Trabalhador em Curitiba. Se o isolamento for eficaz menos pessoas ficarão doentes. O ciclo do vírus é de quatro meses. O período de uso de UTI é de 12 a 15 dias.
Provedor da Santa Casa, Ladislao Obrzut Neto, falou sobre medidas que o hospital está adotando para conter o Coronavírus em coletiva no gabinete da prefeitura de Irati. Ao lado dele aparece a secretária de Educação, Rita Almeida. Foto: SECOM