notícias

Radiodifusão perde João Maria Rodrigues

Radialista faleceu na noite desta quarta-feira, 25, em Irati. João Maria trabalhou 62 anos no meio radiofônico. Atualmente fazia parte da "Equipe da Verdade" da Najuá

Da Redação


João Maria Rodrigues atuou 62 anos na radiodifusão. Foto: Bete Budel/Arquivo
Uma voz que se cala. Um dos precursores do rádio iratiense, João Maria Rodrigues, faleceu na noite desta quarta-feira, 25, aos 85 anos, em função de falência múltipla dos órgãos.

O corpo de João Maria foi velado na Capela Mortuária Santa Rita. Já o enterro será realizado no Cemitério Municipal de Irati.

Uma vida dedicada ao rádio. Assim pode ser resumida a história do comunicador, que trabalhou 62 anos com radiodifusão. Ainda jovem atuou no setor metalúrgico, foi mecânico e gerente de loja. Porém, foi no rádio que descobriu seu dom de levar a notícia e entretenimento aos lares de Irati e região de forma simples e direta. Sua voz cativou milhares de fãs desde jovens até pessoas mais velhas. João Maria ficou conhecido em todo o Paraná em função das transmissões esportivas, onde atuou tanto como repórter, comentarista e narrador. Na função de apresentador fez muito sucesso com o “Bom Dia Irati”, programa que foi o âncora por mais de 31 anos na Rádio Difusora, de Irati. Desde agosto de 2017 atuava na equipe de esportes da Rádio Najuá com participações em jogos dos campeonatos de Irati e região e também diariamente no programa “Show de Bola”. Apesar da idade avançada ainda demonstrava muita lucidez durante suas entrevistas e comentários. Além disso, gostava de dar conselhos aos jovens que estão ingressando na carreira, principalmente sobre técnicas de locução e maneiras de se suportar no rádio.

As frases mais conhecidas de João Maria como radialista foram "Quem não vive para servir, não serve para viver e também “Cada minuto que passa é um milagre que não se repete”. Uma de suas marcas registradas nas aberturas dos programas era a leitura de crônicas. No período que trabalhou na Najuá, ele tinha esse hábito durante sua participação diária no programa “Conexão Geral” com o repórter Tadeu Stefaniak, que era seu companheiro de bancada no “Show de Bola” ao lado de Ademar Bettes.

Recentemente, João Maria havia perdido a esposa Matilde Rodrigues, que faleceu no dia 8 de março, aos 84 anos. Em 2012, o radialista recebeu o prêmio “Colmeia de Ouro” da Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná (ALACS). A honraria é concedida as pessoas que se destacam em atividades comunitárias, literárias, científicas e artísticas. Já em 2018, João Maria foi homenageado durante o Desfile Cívico da Independência realizado no dia 7 de Setembro na Rua Conselheiro Zacarias, em Irati. Na ocasião, ele representou os meios de comunicação (rádios, jornais e internet). O comunicador desfilou em cima de um carro decorado pela escola Municipal João Batista Anciutti, que recebeu apoio da secretaria de Comunicação da Prefeitura, com equipamentos usados no rádio, como mesa de som, toca disco, gravador rolo Akai e híbrida telefônica. Com o avanço da tecnologia, alguns desses aparelhos deixaram de ser utilizados em transmissões radiofônicas atualmente.

Em entrevista ao jornal Hoje Centro-Sul antes de receber a homenagem em 2012, João Maria ressaltou que apesar da experiência, o trabalho diário no rádio proporcionava surpresas. Ele chegou a dizer que o radialista precisa ter a capacidade de improvisar para saber informar. Nesse sentido, o locutor citou que o profissional precisar chamar atenção dos ouvintes para que eles prestem atenção na mensagem que está sendo falada.

“De repente você faz uma homenagem bonita e é surpreendido, na força da tua profissão, pela nota de falecimento de um amigo. Isso você tem que respirar e interpretar. Porque à frente do microfone você é um ator. Interpreta a cada momento a emoção da palavra, da notícia que você vai dar”, destacou.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

João Maria durante partida do Campeonato Amador em Ivaí. Na ocasião, ele participou da transmissão como comentarista. Foto: Tadeu Stefaniak
João Maria Rodrigues participava diariamente do programa "Show de Bola" da Super Najuá FM 92.5 ao lado de Tadeu Stefaniak e Ademar Bettes. Foto: Rádio Najuá/Arquivo

João Maria conversando com o goleiro Veloso, ex-Palmeiras, durante Jogo das Estrelas em 2019. Foto: Ademar Bettes

João Maria ao lado de Ademar Bettes, Veloso e do secretário-executivo da Amcespar, Vanderlei Kawa. Foto: Ademar Bettes