notícias

Prefeitura de Irati anuncia medidas de controle ao coronavírus

Município fez uma série de recomendações que visam evitar aglomerações e reduzir ao mínimo necessário a circulação de pessoas, como medida preventiva

Da Redação 
Adicionar legenda

Em coletiva de imprensa, o prefeito Jorge Derbli divulgou medidas de controle ao coronavírus (Covid-19) que serão adotadas no município de Irati, na manhã desta terça (17). Eventos públicos ou reuniões acima de 50 pessoas foram imediatamente suspensos, por prazo indeterminado.
O Município também recomenda a suspensão de eventos particulares com público acima de 50 pessoas. Os setores de Saúde e de Cidadania terão suspensas as férias e licenças a partir da próxima segunda (23).
O regime de trabalho remoto e adoção de horários alternativos será decidido pelos próprios secretários. Servidores acima de 60 anos, os com problemas cardíacos ou respiratórios e as gestantes devem, obrigatoriamente, adotar o regime de trabalho remoto, por constituírem grupos de maior vulnerabilidade ao vírus. Quando a função não permite o trabalho remoto, não haverá prejuízo ao servidor.
Os servidores que retornarem de local onde foram confirmados casos do novo coronavírus devem permanecer 14 dias em casa. Após esse período, as pessoas devem ficar mais sete dias em quarentena.

Espaços de convívio

As aulas serão suspensas a partir de sexta-feira (20) até dia o 13 de abril, a segunda-feira depois da Páscoa, quando a situação será avaliada novamente. Porém, já a partir desta quarta (18), a frequência às escolas não é mais obrigatória até a retomada do calendário letivo.
O Município recomenda, ainda, o controle das atividades em universidades. Todas as instituições estaduais e federais de ensino superior do Paraná suspenderam aulas a partir de segunda-feira (16).
O decreto assinado pelo prefeito também determina que a empresa responsável pelo transporte público mantenha ventilação e higienização dos ônibus coletivos.
Atividades culturais, sessões de cinema, atividades esportivas, bailes da terceira idade e trenzinho do Parque Aquático foram suspensos. As atividades da Páscoa no Parque Aquático também foram canceladas.
A Prefeitura recomenda que festas de igreja sejam adiadas. Todas as repartições públicas terão álcool em gel disponível em todos os ambientes em que houver circulação de pessoas.
Derbli pede apoio da população, de modo que todos tenham uma visão coletiva e que evitem frequentar ambientes com aglomeração de pessoas. “O melhor remédio para evitar o coronavírus é o isolamento e o local mais seguro para você ficar é em casa, principalmente você que tem mais de 60 anos”, ressalta.

Contratação de médicos

O prefeito determinou a contratação emergencial de seis médicos, seis enfermeiros e dez técnicos de enfermagem, que devem substituir profissionais que, porventura, tenham de ser afastados.
O Posto Ildefonso Zanetti será reaberto nesta quarta-feira (18). Já a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que já está pronta, poderá ser usada em caso de emergência. A orientação é ficar em casa e só sair mediante necessidade, em especial as pessoas mais velhas.
A fim de reservar recursos para contratações de profissionais ou para a compra de medicamentos, o prefeito Derbli determinou a paralisação de obras com recursos livres dos cofres municipais. Só terão continuidade as obras com convênio estadual ou federal. “Determinei que todas as obras que são tocadas com recurso livre da Prefeitura sejam paralisadas imediatamente, para fazermos fluxo de caixa e termos um recurso guardado para uma emergência. Estamos contratando seis médicos, seis enfermeiros e dez técnicos de enfermagem para suprir as necessidades da Secretaria de Saúde e, com esse recurso, em caixa, teremos suprimento para compra de remédios ou alguma outra ação que, porventura, venha a precisar”, ressalta.

Recomendações da Secretaria de Saúde

De acordo com a secretária de Saúde, Jussara Kublinski Hassen, o município possui insumos suficientes. Porém, ela recomenda o uso racional de máscaras e álcool gel.
Os exames para detectar Covid-19 são feitos pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). São submetidos ao teste somente quem se enquadra na definição de casos suspeitos, ou seja, com febre associada a mais um sintoma respiratório e que tenha histórico de viagem internacional ou que tenha tido contato com caso confirmado da doença. Até o momento não existe transmissão comunitária no Paraná.
A secretária de Saúde explica que o atendimento em casa vai ser prioritário, sempre que possível. As equipes se mobilizarão para entrega de medicamentos dos programas vigentes. Coletas de sangue, diante de suspeita de coronavírus, serão feitas nas casas. As consultas e exames especializados estarão suspensos.

Caso suspeito em Irati

Em entrevista à Najuá, a enfermeira Jessica Mattos, do Setor de Vigilância Epidemiológica, falou sobre a moradora que apresentou sintomas de coronavírus no dia 14 de março. Ela tem 57 anos, mora sozinha e não saiu de casa. “É uma paciente de 57 anos, que retornou da Itália no dia 4 de março e, super consciente, seguindo à recomendação da mídia e dos próprios aeroportos permaneceu em isolamento domiciliar durante todo esse tempo, não entrando em contato com ninguém. No dia 12 de março, ela começou a manifestar alguns sintomas leves, uma febre bem baixa, bem reduzida, com um pouco de coriza e um pouco de tosse. Sintomas, realmente muito brandos”, conta.
A paciente entrou em contato com a Vigilância Epidemiológica e, por ter o histórico de viagem internacional para a Itália, considerada o epicentro do novo coronavírus, fora da China, foi feita a coleta de material para exame, encaminhada para o Laboratório Central (Lacen). A Vigilância Epidemiológica ainda aguarda o resultado, que é divulgado entre quatro a sete dias.
Segundo Jessica, o exame entra como critério epidemiológico de confirmação, mas não interfere na conduta clínica que o profissional vai adotar diante do caso. “A medida é o isolamento do paciente no domicílio e o tratamento dos sintomas que ele apresentar. A realização do exame não vai interferir em como vai ser o curso da doença nessa pessoa. Ele só é feito como critério de confirmação mesmo. Hoje, o exame está sendo feito nas pessoas que se enquadram na definição de caso suspeito, instituído pelo Ministério da Saúde: a pessoa que apresenta febre, algum sintoma respiratório, que pode ser coriza ou tosse seca, mas que tenha o histórico de viagem internacional nos últimos 14 dias ou que tenha entrado em contato com caso suspeito confirmado”, diz.
Jessica assinala que esse era o protocolo adotado na manhã desta terça (17). Ela observa que a evolução do quadro pode vir a alterar os procedimentos e estabelecer novos critérios para exame, por exemplo, conforme surgirem novas designações do Ministério da Saúde a esse respeito.

Missas sem fieis

A Diocese de Ponta Grossa emitiu nota em que determina que as missas sejam celebradas de forma restrita, ou seja, sem a presença de fiéis, até o dia 4 de abril, quando a Cúria deve divulgar novas orientações para a Semana Santa e o período Pascal. A catequese e os encontros de pastorais também estão suspensos.
Nesse período de quarentena, a Diocese de Ponta Grossa recomenda aos fiéis acompanhar a missa a partir de casa, seja em transmissões de rádio ou através de lives, para as paróquias que tiverem recursos. A Super Najuá transmite, ao vivo, duas missas todos os domingos, às 8 h na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, e às 10h, na Matriz Nossa Senhora da Luz.
As recomendações do decreto podem ser modificadas a qualquer tempo, conforme a situação evoluir. Elas entram em vigor hoje e se aplicam enquanto perdurar o período de pandemia do COVID-19.