notícias

Investigação de suspeita de Covid-19 causa apreensão em Teixeira Soares e Irati

Da Redação

Dois casos estão sendo monitorados pela 4ª Regional de Saúde, em Irati e Teixeira Soares. O primeiro foi testado e aguarda resultado

Secretário da Saúde de Teixeira Soares, Amauri Klossowski e o chefe da 4ª Regional de Saúde, Walter e Trevisan
Dois casos de coronavirus estão sendo monitorados pela 4ª Regional de Saúde, em Irati e Teixeira Soares. O primeiro foi testado e aguarda resultado

No caso de Teixeira Soares, o secretário da Saúde, enfermeiro Amauri Klossowski, relata que uma senhora apresentou sinais de resfriado leve. Ela esteve em Cianorte, cidade da região Noroeste do Estado, com confirmação de um caso importado de Covid-19, ou seja, a paciente passou pela Europa. Ela foi examinada e permanece em casa, em quarentena. O exame para testagem de coronavirus não foi coletado. O caso não segue o protocolo do Ministério da Saúde, pois não houve qualquer contato dela com o caso importado.

Já em Irati, uma mulher, de 57 anos, sem sintomas severos de resfriado teve o sangue coletado para realizar o teste. A diferença entre os casos é que neste, a moradora entrou em contato com a secretaria de Saúde para relatar que chegou da Itália há 12 dias.

O enfermeiro chefe da 4ª Regional de Saúde, Walter Trevisan, explica que os profissionais foram até a residência da mulher e constataram que todos os protocolos desde o seu retorno ao Brasil foram cumpridos e que ela permanece isolada desde que retornou ao município.

Por questões epidemiológicas se achou por bem fazer a pesquisa e o exame foi coletado na sua própria residência. Havendo um contato, [ela] esteve na região [Itália], então não tem porquê excluir, 
diz Trevisan. Ele complementa que numa suspeita como esta o período de quarentena é de 14 dias.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Siga este link aqui

O Laboratório Central do Estado (Lacen) já realizou mais de 80 exames e outros 85 casos estão aguardando resultado. Por enquanto confirmados são apenas seis, sendo cinco de Curitiba e um de Cianorte, esclarece o chefe da Regional.

A coisa mais importante agora é, se tiver sintomas da doença, ligar para a secretaria de Saúde.

A orientação neste primeiro momento é que a pessoa com sintomas permaneça na sua residência e ligue para a secretaria de Saúde ir de encontro. Só deve procurar a Unidade Básica se tiver febre e dificuldade respiratória. Unidade Básica e não ir ao hospital, 
reforça, pedindo que as pessoas não fiquem em pânico e compreendam que o isolamento é uma medida preventiva para evitar um avanço abrupto demais e não sobrecarregar o sistema hospitalar, indicado nos casos graves.

Os sinais e sintomas da COVID-19 são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem também causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Os principais sintomas são:

    Febre;
    Tosse seca;
    Dificuldade para respirar;
    Insuficiência renal, em casos mais graves.

Evite o contágio com coronavírus com hábitos simples

O governo do Paraná elaborou uma campanha para repassar informações sobre prevenção e esclarecer informações falsas Acesse aqui