notícias

Correios não fecham

Correios não interrompem serviço de entregas e informa que está em contato com governos estaduais e municipais para que suas unidades não sejam incluídas em decretos de restrição de funcionamento

Agência dos Correios em Irati. Foto Rodrigo Zub/Najuá

Da Redação, com informações site Correios

Considerando a classificação da doença provocada pelo novo coronavírus (COVID19) como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os Correios adotaram medidas para minimizar os impactos da epidemia global no que se refere aos empregados da empresa e ao atendimento à população.

Nas rotinas de atendimento e operacionais, os Correios informam que estão funcionando com contingente reduzido, mas seguem atendendo a população em todo o país. Os serviços, inclusive SEDEX e PAC, continuam sendo postados e entregues regularmente. Orientações sobre a prevenção à COVID-19 também estão sendo divulgadas nas unidades de atendimento e nas redes sociais da empresa.


Em horários de pico, a empresa também orientou que o efetivo administrativo seja dividido em turnos, estabelecendo horários alternativos para entrada, saída e intervalo para refeição dos empregados.

A partir desta sexta-feira (20), a empresa passará a realizar a entrega e a coleta de malotes simultaneamente em única visita diária, para melhor aproveitamento da força de trabalho disponível na distribuição e diminuição da frequência de contato com os clientes.

A fim de evitar aglomerações, os canais eletrônicos de atendimento, como o aplicativo Correios - que contempla o serviço de pré-postagem e rastreamento -, além da Central de Atendimento disponível no site da empresa (www.correios.com.br), continuam funcionando.

Os Correios também suspenderam, temporariamente, a assinatura do destinatário na entrega de objetos postais e está reforçando a importância dos empregados seguirem as orientações de prevenção, bem como de agirem com o respeito, a cautela e a empatia que a situação exige, tanto no ambiente de trabalho quanto no relacionamento com os clientes.

A empresa informa ainda que estão suspensos os serviços premium, Marketing Direto e Telegrama, bem como o pagamento de indenizações por atraso para todos os serviços nacionais e internacionais, por motivo de força maior.

Leia mais no site dos Correios