notícias

Homem é agredido pela amásia e cunhada

Depois de ser agredido com chutes e socos, homem deixou a casa com as filhas. Já as agressoras deixaram o local e não foram encontradas

Da Redação
Um homem foi agredido pela própria amásia e sua cunhada em Ivaí. A ocorrência foi registrada no sábado, 8.  
Segundo a vítima, as duas mulheres estavam embriagadas e passaram a lhe agredir com chutes e socos. Depois de conseguir se desvencilhar dos golpes, o morador deixou a residência com suas filhas, de 3 e 6 anos, respectivamente. O homem afirmou que sua mulher costuma ingerir bebidas alcoólicas com frequência e que depois disso passa a agir de forma agressiva. O Conselho Tutelar foi acionado em virtude da presença das crianças. Já a vítima foi encaminhada ao hospital Municipal, onde realizou o laudo de lesões corporais, que constatou ferimentos leves. Policiais e conselheiros foram até a residência da família, mas não localizaram as autoras das agressões. O homem agredido retirou alguns objetos seus e de suas filhas da casa. Ele disse que ia dormir na residência de familiares.  

Pneu é furtado de garagem de residência 

Em outra ocorrência em Ivaí, um pneu novo foi furtado da garagem de uma casa. O dono da residência invadida disse que lavou seu carro e recolheu ele na garagem. Porém, ele deixou a porta aberta. Depois de um período, ele constatou que os pneus que estavam guardados haviam sido furtados. O morador foi orientado sobre os procedimentos a serem adotados.  

Três pessoas agridem homem em Imbituva 

Um homem também foi agredido em Imbituva. O fato ocorreu no sábado, 8, na rua Benedito Perreti. 
Conforme relato da esposa da vítima para a Polícia Militar, dois homens e uma mulher invadiram a residência do casal e agrediram seu convivente com vários golpes na cabeça. Questionada sobre os motivos da agressão, a moradora relatou que seu marido se envolveu numa briga num bar da cidade. Policiais acionaram a ambulância do município, que conduziu a vítima para o Pronto-Socorro da cidade para receber atendimento médico.  

Homem agride esposa e danifica residência 

Em Ipiranga, um homem chegou em casa embriagado e agrediu a esposa. Ele ainda ameaçou agredir o filho do casal. Em seguida, ele deixou o local. Entretanto, ele retornou ao imóvel e passou a jogar pedras na residência. Um vidro e uma telha foram quebrados. Depois disso, o homem voltou a sair da casa. Policiais estiveram no local e constataram que a mulher possuía uma lesão no pescoço e outra acima do olho direito. A equipe realizou buscas, mas não conseguiu localizar o agressor.  

Outras ocorrências em Ipiranga 

Em outra situação em Ipiranga, a proprietária de um estabelecimento comercial acionou a PM depois de constatar nas câmeras de segurança que três homens estavam em frente da porta do banheiro. Em um determinado momento, a moradora teria visto os suspeitos consumido algo parecido com drogas. Policiais foram até o local e abordaram um dos homens. Ele não portava objetos ilícitos. Os outros dois homens já haviam deixado o local.  
Também em Ipiranga, uma mulher solicitou a presença da PM, pois teria visto outra mulher sendo agredida em via pública. A equipe foi até o local e avistou uma mulher com uma criança no colo e outra segurança a mão dela. Os policiais também constataram que o ex-marido dela estava tentando tirar as crianças da mulher. Ao ser abordado, o homem não acatou as ordens da equipe e continuou puxando uma das crianças pelo braço. Os policiais tiveram que imobilizá-lo. Na sequência, ele foi encaminhado para o hospital, pois apresentava um corte sem gravidade na cabeça. Após receber atendimento médico, o homem e a mulher foram levados para o Destacamento da PM. Lá, a mulher relatou que está separada há um mês. Nesse período, ela se mudou para Ipiranga, onde seu pai reside. Desde então, o homem não teria visto os filhos. No sábado, 8, ele foi até a casa onde sua ex-mulher está morando e teve contato com o atual namorado da ex-convivente. Por isso, eles começaram a discutir. Em seguida, o homem tentou sair da casa com as duas crianças sem autorização. Ele ainda passou a seguir a ex-esposa na via pública para tentar tirar as crianças dela. O homem só parou depois da chegada da PM. A mulher não teve interesse de representar contra o marido. O Conselho Tutelar foi acionado para orientar os dois envolvidos na ocorrência e verificar as condições das crianças.