notícias

Autores de roubo agridem homem com barra de ferro

Homens roubaram uma quantia em dinheiro da vítima, que sofreu ferimentos no rosto e apresentava dores no tórax

Da Redação
Os autores de um roubo registrado em Irati agrediram a vítima com uma barra de ferro.
O homem agredido disse que foi até o bairro Alto Lagoa para levar alguns pertences para sua ex-convivente durante a noite de ontem.
Por volta das 21 h, ele retornava para a sua casa de bicicleta, quando foi cercado por três homens, que lhe agrediram com a barra de ferro. Com isso, o homem caiu no chão e foi atingido com vários chutes. Os agressores roubaram uma quantia em dinheiro e deixaram o local. Já a vítima foi até a casa de sua filha na rua Bahia. Ela acionou a Polícia Militar. Segundo os policiais, o homem sofreu ferimentos no rosto e apresentava dores no tórax. O Corpo de Bombeiros prestou atendimento ao homem, de 62 anos, que teve lesões leves. Ele foi encaminhado para receber atendimento médico.
Mais duas ocorrências de lesão corporal e violência doméstica foram registradas em Irati. Um homem foi até a casa da irmã da sua ex-mulher na Avenida João Protzek. Lá, ele fez ameaças e atingiu um tapa no rosto da ex-mulher. A vítima disse que está sendo ameaçada constantemente pelo ex-marido e que terminou o relacionamento há três semanas. Desde então, ele passou a fazer ameaças e agredi-la por não aceitar o fim do relacionamento. Policiais realizaram buscas, mas não encontraram o agressor. A vítima foi orientada sobre os procedimentos judiciais que podem ser tomados contra o ex-marido.
Já na madrugada de hoje, 27, a PM recebeu uma denúncia anônima informando que uma pessoa estava tentando tirar a própria vida na rua São Paulo, na Vila São João, utilizando uma barra de ferro. Ao chegarem no local, os policiais não constataram o fato. Porém, a equipe foi abordada por um homem. Ele relatou que sua filha trouxe o namorado para morar na residência da família. Com isso, houve um desentendimento e agressões entre as pessoas que estavam na casa. 
Foto: PM/Divulgação