notícias

Juliana fala sobre ampliação do Cemitério Municipal

Prefeita em exercício de Teixeira Soares também comentou sobre implantação de postos de saúde e melhoria das estradas rurais durante entrevista no programa “Alô Teixeira”


Lenon Diego Gauron, com edição de Rodrigo Zub
A vice-prefeita de Teixeira Soares, Juliana Belinoski, que está comandando o município neste mês de janeiro durante as férias do prefeito Lula Thomaz, que retorna ao cargo em fevereiro, comentou durante entrevista no programa “Alô Teixeira” de segunda-feira, 20, sobre algumas demandas da população como a ampliação do Cemitério Municipal, situação das estradas rurais e construção de postos de saúde no interior.  

Reposição salarial aos servidores

Juliana destacou que uma de suas principais ações no início do ano foi conceder reposição salarial de 4,48% aos servidores da Prefeitura. O reajuste corresponde ao acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ao longo dos últimos 12 meses. “Todos os anos que eu tenho assumido [a prefeitura] tenho dado esse reajuste. É uma coisa que se faz jus e é uma obrigação também dos municípios estar junto com os funcionários também nessa hora dando esse apoio e essa ajuda que vem contemplar o salário de cada um. Então nesse mês, eles estarão recebendo. Do dia 23 ao dia 24 já estará na conta”, relata a prefeita em exercício.

Cemitério Municipal

Sobre o Cemitério Municipal, Juliana disse que o atual espaço se tornou pequeno. Por isso, foi necessário adquirir uma nova área que fica ao lado do atual cemitério para poder ampliar o número de pessoas que podem ser sepultadas no local. “Logo vai ser removido uma casa ao lado e será ampliado. Vai beneficiar a toda a nossa população, principalmente quem mora em Teixeira Soares [na área urbana]”.

Estradas rurais

Juliana comentou sobre a situação das estradas rurais e as dificuldades que estão enfrentando devido à época de chuvas e o pouco maquinário disponível. “A gente sabe que temos bastante dificuldade nas estradas rurais devido às chuvas que vieram intensas nos últimos dias. Faz 15 dias que nós estamos com uma patrola que arruma, mas sai do pátio começa a dar problema na ré da máquina. Aí de repente dá problema na parte elétrica. Hoje conversando com um dos secretários, o mecânico foi novamente dar uma revisada e terá que desmanchar. Então provavelmente, nós não vamos contar com uma patrola e hoje nós estamos nas estradas somente com uma patrola. Essa é a dificuldade que estamos enfrentando nesse mês. A gente pede compreensão das pessoas, a gente sabe que nessa hora todo mundo pede a estrada. A dificuldade nossa hoje é o maquinário. A gente está com os caminhões, mas daí tem que atender uma parte do município e a outra acaba ficando”.
A prefeita em exercício diz que o objetivo da administração municipal é alugar duas patrolas para atender a demanda de serviços. “Eu tenho acompanhado o trabalho e tenho saído também em todas as comunidades até para avaliar as estradas. Semana passada eu andei quase o município todo fazendo um mapeamento com o secretário Pedro até para ver os pontos mais críticos que precisam de urgência. A gente mapeou várias comunidades que precisam com mais urgência [da manutenção das estradas] e a gente começou ali pela comunidade do Rio D’ Areia de Cima, Faxinal dos Mineiros e no Rio D’ Areia de Baixo. Temos um trabalho para fazer Assentamento Chê Guevara, que é um término de linha escolar, pois as aulas começam em fevereiro. A gente está dando prioridade nas estradas principais, mas o trabalho não tem parado. Estamos com o secretário buscando soluções e a gente sabe que é época da colheita de fumo e que os agricultores precisam utilizar as estradas. Mas aos poucos a gente vai resolvendo”.

Atendimento em postos de saúde no interior do município

Juliana disse que o atendimento no posto de saúde da comunidade de Rio D’ Areia de Baixo começará no dia 27 de janeiro. “Havia tempo, muitos anos sem atendimento lá. Estamos abrindo o posto para que a comunidade seja atendida lá mesmo na localidade dela”, salienta.
A prefeita afirma que as comunidades de Faxinal dos Mineiros e Guabiroba também serão beneficiadas. “Nós tínhamos uma escolinha velha, local onde era a escolinha antiga do Guabiroba. A escola de madeira foi removida. Ela não tinha mais utilidade para a comunidade e tinha um barracão uma estrutura que estava na comunidade de Faxinal dos Mineiros, que foi colocada pela administração passada, mas ficou estrutura vaga sem um projeto real para aquilo. A comunidade sempre pedia atendimento de médico na comunidade no Faxinal dos Mineiros. Optamos em remover essa estrutura em Faxinal dos Mineiros e levar para o Guabiroba fazendo lá uma Capela Mortuária e um posto de saúde. Temos também um projeto novo que será construído esse posto no Faxinal dos Mineiros onde também vai atender a demanda da comunidade”.