notícias

Desenvolvimento Econômico de Irati tem novo secretário

Indicação do nome de Marcel Diogo de Deus foi realizada pela ACIAI e teve aprovação do prefeito Jorge Derbli

Rodrigo Zub
Marcel Diogo de Deus. Foto: Facebook/Divulgação
Marcel Diogo de Deus é o novo secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico de Irati. O decreto de nomeação foi assinado no dia 20 de janeiro pelo prefeito Jorge Derbli e publicado na edição de sexta-feira, 24, do Diário Oficial do Município.
Marcel vai substituir Emiliano Rocha Gomes, que comandou a pasta até novembro de 2019, quando solicitou exoneração do cargo. O ex-secretário permaneceu pouco mais de dez meses na administração municipal. Além de Emiliano, a secretaria de Desenvolvimento Econômico também foi comandada por Ico Andreassa nos dois primeiros anos da gestão de Derbli.

Perfil do novo secretário

O novo secretário é Bacharel em Administração pela Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro) e possui especializações em Gestão Financeira e Desenvolvimento Comunitário pela mesma instituição. Atuou como professor colaborador da Unicentro entre os anos de 2010 e 2014 nos cursos de Administração e Turismo. Atualmente desempenha a função de diretor financeiro da Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) e ocupa o mesmo cargo na diretoria da Coordenadoria das Associações Empresariais e Comerciais do Centro-Sul do Paraná (Cacesul).
Marcel é natural de Guarapuava e reside em Irati há 17 anos. Ele diz que a indicação de seu nome para a pasta partiu da ACIAI por ser um cargo técnico e não político. A indicação foi aceita por Derbli.
O novo integrante da administração afirma que está buscando se inteirar das ações da secretaria para poder traçar metas e elaborar projetos. “Comecei semana passada. Ainda estou colhendo dados. Minha pasta é extensa. Sou responsável pela Secretaria de Turismo, Agência do Trabalhador, Sala do empreendedor, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e agrega os condomínios industriais da BR-277 e Vila São João. Teremos projetos, mas preciso ter os dados para planejá-los”, salienta Marcel.