notícias

Começam os ensaios para a Paixão de Cristo, em Rio Azul

Elenco se reuniu para o primeiro ensaio na quadra da Escola Vanda Hessel na noite de domingo (26)

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub 
Elenco, figurino, cenários, ensaios. A um mês do início da quaresma, o grupo de teatro de Rio Azul já está de olho na Páscoa e iniciou, no domingo (26), a rotina de preparativos para a tradicional encenação da Paixão de Cristo. Vinte e cinco atores se reuniram para o primeiro ensaio na quadra da Escola Vanda Hessel. Interessados em integrar o elenco ainda podem fazer teste nos próximos ensaios, que ocorrem aos domingos, às 19h.
“Nessa primeira etapa, foi feita a primeira leitura do novo roteiro. Através dessa leitura, a equipe organizadora pôde observar algumas coisas básicas nos nossos colegas, como o timbre, a potência e a entonação da voz, o que vai nos ajudar bastante na distribuição dos papéis”, explica Amandha Caroline Pedrozo, que faz parte da organização do teatro da Paixão.
Segundo Amandha, em busca de inovação para surpreender o público, desde o ano passado o grupo realizou uma série de reuniões para discutir mudanças. Uma delas é a adoção de um novo roteiro. Outra, é a possibilidade de troca dos intérpretes das personagens principais. O primeiro ensaio teve testes com vários tipos de cena, a fim de experimentar os atores. “Todos têm potencial para fazer uma grande apresentação e queremos ver isso nos nossos colegas. Às vezes, eles chegam quietinhos, tímidos, mas temos uma família ali pronta para deixar todo mundo à vontade, para cada um mostrar o que tem de melhor e, assim, quem vai nos assistir possa se emocionar com esse grande ato de amor”, acrescenta.
Os ensaios, a princípio, ocorrem semanalmente, aos domingos. Em abril, mais próximo da apresentação, os ensaios serão feitos com maior frequência, para os acertos finais.
O figurino será reaproveitado. Algumas peças novas serão confeccionadas e outras passarão por ajustes. A Prefeitura de Rio Azul doou tecidos para a confecção de novos figurinos. “Acabávamos emprestando de algumas comunidades e, neste ano, faremos túnicas a mais para deixarmos para os próximos anos”, comenta a integrante da organização. Os cenários também serão reutilizados.
A Prefeitura também vai prestar apoio com o som, a iluminação e a cessão do local onde vai ocorrer a apresentação, além de material que vai ser utilizado nos palcos e funcionários, que vão ajudar a montar os cenários. Além disso, metade do lucro do baile do Fest In Rio, que ocorre no dia 8 de fevereiro, será doado ao grupo organizador do teatro, para ajudar no custeio do material cênico.
Sobre a apresentação de 2019, Amandha avalia que o retorno foi muito positivo. “Recebemos muitos elogios, muitos comentários. Foram mais de 4 mil pessoas nos assistindo e se emocionando com a gente e isso não tem preço”, diz.
Oito membros integram a Comissão Organizadora do Teatro da Paixão: Ana Paula Hessel, Evandro Marcelo Pedroso, Endrigo Bruczkoski, Samuel Bucco, Osvaldo Kosciuk Júnior, Adão Amorim, Luiz Emanuel Nunes e a própria Amanda.
A Paixão de Cristo será encenada no Estádio Municipal Orestes Pallu, no dia 10 de abril, Sexta-Feira Santa, às 20h.