notícias

Policiais da 8ª Cia prendem suspeito de cometer homicídio em Campo Largo

Homem foi abordado na BR-277, em Irati, quando se deslocava pela rodovia com uma Parati com o objetivo de se esconder no município


Da Redação, com informações Rádio Banda B e Folha de Campo Largo
Homem foi morto com quatro tiros em Campo Largo
Um homem suspeito de cometer um homicídio foi preso na BR-277, em Irati. O crime ocorreu em um bar na Vila Glória, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, na tarde de sábado, 16. 
Policiais militares do Destacamento da Polícia Militar de Fernandes Pinheiro receberam a informação que o autor do assassinato estava transitando na rodovia com um veículo Parati e possuía uma arma de fogo. Os policiais realizavam patrulhamento nas proximidades de um posto de combustíveis, quando um carro com as mesmas características repassadas passou pelo local. Depois disso, a equipe realizou acompanhamento tático com uso de giroflex e sirene. O motorista foi abordado próximo ao radar que fica na entrada da cidade.
Conforme relatório da 8ª Cia, os dois ocupantes do automóvel foram identificados pelas iniciais P.B.L e R.B.L, que são pai e filho, respectivamente. Durante buscas no veículo foi localizada uma pistola de nove milímetros com uma munição pronta para uso no porta-luvas. No console central foi encontrado um carregador com uma munição. O motorista R.B.L assumiu ser o proprietário da arma e ter cometido o homicídio em Campo Largo. O suspeito e a Parati foram conduzidos para a Delegacia de Irati. Posteriormente, ele foi transferido para a Delegacia de Campo Largo.  
Segundo a imprensa da Capital, o suspeito do crime, de 50 anos, foi detido quando se dirigia para Irati com o objetivo de se esconder. “Recebemos essa informação de que ele estava em uma Parati e ficamos esperando, até quando, próximo de um posto de combustíveis, fizemos a abordagem, na entrada de Irati. Foi preso e levado à delegacia”, descreveu o policial militar Miranda à Banda B. 
“Ele confessou o crime. Disse que os dois eram amigos, mas houve um desentendimento e acabou cometendo o assassinato”, complementou o policial.