notícias

Encontro de Tradições levou três dias de arte e cultura para Palmeira

O encontro celebrou a grande diversidade cultural das formas populares de expressão brasileiras

Assessoria FC Comunicação
Foi encerrado neste domingo, em Palmeira, o 2º Encontro de Tradições, evento cultural que durante três dias reuniu mais de 40 grupos de arte popular e artesãos. O encontro celebrou a grande diversidade cultural das formas populares de expressão brasileiras, com programação gratuita. Uma estrutura montada na Praça Marechal Floriano, no centro histórico da cidade, recebeu um grande público, incluindo 6 mil crianças da rede pública e privada da região.
O Encontro de Tradições foi realizado pela Olaria Cultural, com apoio da Copel por meio do PROFICE – Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura da Secretaria de Comunicação Social e Cultura do Governo do Estado do Paraná.
Pela Tenda Palco, passaram 15 grupos nos três dias de festa. Artistas de todo o Paraná foram convidados, representando manifestações tradicionais como fandango, danças ucranianas, viola caipira, boi de mamão, tambores africanos e arte indígena. Já pela Feira de Arte Popular e Artesanato, mais 15 expositores apresentaram suas criações.
Entre os destaques do palco, se apresentaram a Congada Ferreira da Lapa (grupo que celebra 200 anos de atividade em 2019), a Orquestra Paranaense de Viola Caipira de Cascavel, o Grupo de Fandango Mestre Eugênio (formado exclusivamente por crianças), o Boi de Mamão da Associação Mandicuera e o Folclore Ucraniano Spomen, de Mallet. O músico Itaercio Rocha também comemorou 40 anos de carreira no evento.
Na Feira de Artesanato, o público pode conferir desde peças indígenas da etnia Guarani até as coloridas Pêssankas, os tradicionais ovos decorados ucranianos, passando por criações em madeira, palha, tecidos, entre muitas outras atrações.