notícias

Cerimônia à Bandeira será dia 19 na Praça Edgard Andrade Gomes

O evento faz parte do projeto "Erga esta Bandeira" criado pelo Rotary Club de Irati

Assessoria PMI
Integrantes do Rotary entregaram bandeira ao prefeito Jorge Derbli e ao secretário Alfredo Van Der Neut
No próximo dia 19, às 11h, acontecerá cerimônia alusiva ao Dia da Bandeira, na Praça Edgard Andrade Gomes. O evento faz parte do projeto “Erga esta Bandeira” criado pelo Rotary Club de Irati, e realizado anualmente desde 2012 como forma de estimular o civismo e enaltecer o Pavilhão Nacional.
Na oportunidade será hasteada a nova Bandeira Nacional, doada ao Município por este clube de serviços. A doação aconteceu no último dia 21 de outubro, quando rotarianos visitaram o gabinete do prefeito Jorge Derbli e entregaram pessoalmente a bandeira ao chefe do Executivo. As medidas oficiais do símbolo são 4,75m por 7,07m, adequadas ao tamanho do mastro existente.
O estandarte Nacional doado irá substituir a bandeira antiga, danificada pelo tempo e vento, e permanecerá, a exemplo das anteriores, hasteada no mastro da rotatória em frente à praça, na entrada principal da cidade.

Conheça o projeto

O projeto distrital “Erga esta Bandeira” foi idealizado pelo Rotary Club de Irati. Há cerca de 20 anos atrás, este Rotary começou a cantar o Hino da Bandeira na reunião rotária durante a data comemorativa de 19 de novembro (Dia da Bandeira). A ação era realizada por respeito a este importante símbolo nacional, com objetivo de promover o patriotismo e civismo entre os companheiros e familiares. A ideia surgiu dos rotarianos Enezito Ruppel e José Soares Silveira.
Outras ações eram realizadas em parceria com a Prefeitura de Irati, como decretos que determinavam às escolas municipais em que durante o Dia da Bandeira, deveria ser prestada a referida homenagem a este símbolo nacional, através da cantoria do seu hino.
Em novembro de 2012, o Rotary Club de Irati, através do presidente José Gabriel Cavalim, decidiu expandir esta atividade por meio da realização de um grande ato público e cívico, na Praça da Bandeira, com a presença de autoridades municipais, escolas, entidades parceiras, e principalmente, da comunidade.
Nestes eventos, o Rotary contou com o apoio da Polícia Militar do Paraná, através da 8ª Companhia e Grupamento de Bombeiros, Guarda Municipal, e diversas entidades que se identificaram com o propósito de promover o Civismo e o Patriotismo na cidade de Irati.
Para este momento se tornar ainda mais especial e para envolver os alunos, formadores de opinião e base de informação em suas famílias, foi idealizado o Concurso de Frases, onde neste ato cívico seriam realizadas as premiações aos vencedores.
Os alunos de Irati aguardam com expectativa este momento, pois o comprometimento com o concurso é tão grande que, logo ao encerrar uma edição, já estão idealizando novas frases para participar no ano seguinta.
Na gestão 2014-2015, quando o Rotary de Irati tinha como presidente Gustavo Sismeiro, foi solicitado através do Governador Assistente Enezito Ruppel junto à Governadora Lurdinha Caldas, que o projeto “Erga esta Bandeira” alçasse voos maiores, se tornando um Projeto Distrital. Com isso, esta importante realização alcançaria maior número de alunos, famílias e comunidades. A governadora aceitou a proposta e desde então, o projeto “Erga esta Bandeira” se tornou algo bastante especial para todas as cidades rotárias do Distrito 4730.

Histórico da Bandeira do Brasil

A bandeira do Brasil foi criada logo após a Proclamação da República, acontecimento que ocorreu em 15 de novembro de 1889. Com esse fato, o Brasil deixou de ser uma monarquia e tornou-se uma república, o que fez com que uma série de símbolos do país fossem substituídos, inclusive a Bandeira Nacional.
A bandeira do Brasil foi oficialmente apresentada no dia 19 de novembro de 1889 e foi adotada por meio de um decreto assinado pelo presidente provisório do Brasil, que na época era o marechal Deodoro da Fonseca. O decreto determinava a permanência das cores, e as mudanças que aconteceriam na bandeira.
Este decreto argumentava, entre outras informações, que “as cores da antiga bandeira recordam as lutas e as vitórias gloriosas do exército e da armada na defesa da Pátria e que, independentemente da forma de governo, simbolizam a perpetuidade e integridade da Pátria entre as outras nações.”
Os autores da nova bandeira do Brasil foram Raimundo Teixeira Mendes, Miguel Lemos, Manuel Pereira Reis e Décio Vilares. Ela substituiu a bandeira que havia sido proposta por Rui Barbosa, e que esteve içada do dia 15 de novembro ao dia 19 de novembro.
As grandes mudanças da nova bandeira brasileira e a bandeira do período imperial foram a mudança de tamanho do losango amarelo, o símbolo de Armas do Império que estava no centro da bandeira imperial foi substituído pela esfera azul republicana. No centro da esfera, foi adicionado o lema positivista “Ordem e Progresso, inspirado em uma frase de Auguste Comte. Foram adicionadas estrelas brancas como representação dos estados brasileiros.
Cada estrela na bandeira corresponde a cada um dos estados brasileiros e ao Distrito Federal, e suas posições foram definidas de acordo com as posições das constelações conforme observadas no céu da cidade do Rio de Janeiro, no dia 15 de novembro de 1889, às 8h30.