notícias

Reunião apresenta projeto de pavimentação aos moradores de Engenheiro Gutierrez

Pavimentação deve contribuir para desviar o tráfego da BR-153, especialmente nos horários de pico

Edilson Kernicki, com reportagem e fotos de Sidnei Jorge e Assessoria
Uma reunião no pavilhão da Capela Cristo Rei, em Engenheiro Gutierrez, na noite de quinta-feira (26), apresentou aos moradores da comunidade e das adjacências o projeto de pavimentação de uma via que liga os bairros Lagoa, Engenheiro Gutierrez e Riozinho. A via principal de acesso aos três bairros é, hoje, o trecho urbano da BR-153. A iniciativa pretende desafogar o trânsito na Avenida Expedicionário João Protzek, que corresponde ao trecho urbano da BR-153 (Rodovia Transbrasiliana). 
O projeto contempla as ruas Antônio Borazo, Chile, Jamaica e Miguel Gadens, além de melhorias que devem ser executadas nesse trajeto. Outro assunto debatido foi a largura mínima das ruas para a execução das obras. 
Segundo a presidente da Associação de Moradores de Engenheiro Gutierrez, Joelma Fedalto, a comunidade recebeu a notícia com entusiasmo, pois o projeto vai trazer muitos benefícios para os moradores da região, entre eles, o desvio do tráfego da BR-153 em horários de tráfego intenso, o que gera transtornos para quem mora naquela região. 
“Foi uma oportunidade não só para cumprir essa pauta da reunião, mas também para que a comunidade tivesse conhecimento de outras obras, como a parte de esgoto, que o prefeito veio falar e outras demandas, que a comunidade teve oportunidade de perguntar e tirar dúvidas. Para nós, isso é muito importante, porque é mais fácil a Prefeitura vir até a comunidade do que a comunidade chegar a uma reunião oficial”, avaliou Joelma. 
Cerca de 100 moradores dos três bairros acompanharam a discussão e puderam apresentar reivindicações e demandas dos bairros onde moram. Participaram da reunião o prefeito Jorge Derbli (PSDB), a equipe técnica da área de Planejamento da Prefeitura, o presidente da Câmara, Nei Cabral (PDT) e o vereador Marcelo Rodrigues (PP), que destacou que os representantes dos bairros receberam uma notícia muito boa, pois a pavimentação vai atender a uma necessidade antiga. “A Câmara é parceira da administração e irá aprovar a contratação do empréstimo, para a pavimentação o mais rápido possível”, garantiu. 
“Irati vive um novo momento na vida política, onde a Câmara Municipal está unida em esforços junto ao prefeito Jorge Derbli. O prefeito foi muito feliz em suas colocações nessa noite, trazendo as informações para a comunidade quanto ao projeto. É uma reivindicação antiga dos moradores de Gutierrez, da Lagoa e do Riozinho, pois os moradores enfrentam problemas tanto com o pó quanto com o barro. O atendimento das demandas demora, porque na administração pública se depende de projetos e recursos. Como a Prefeitura não dispõe de recurso próprio, optou-se por esse empréstimo. Com certeza, a presença do presidente da Câmara, Nei Cabral, nessa noite vem reforçar que a Câmara é parceira da gestão de Jorge Derbli”, enfatizou Rodrigues. 
Cabral reforçou a posição do colega e garantiu que o Legislativo não vai medir esforços para que, junto ao Executivo e à comunidade, a obra saia do papel o quanto antes. “Os vereadores, como fiscalizadores dos atos e projetos do executivo, entendem como de alto benefício a obra para todos os bairros que serão contemplados, e por isso irá agilizar o processo de aprovação”, assegurou. 
Derbli avaliou positivamente os resultados da reunião, que corrobora com seu projeto de gestão participativa, saindo do gabinete e indo até os bairros, onde estão as necessidades da população. “Tivemos esta oportunidade de fazer a explanação de como será a obra que partirá das imediações da Unicentro, passando por Engenheiro Gutierrez, indo até o Bairro Lagoa, proximidades da rotatória no final da Avenida Noé Rebesco. Apresentamos com detalhes, abrimos espaço para perguntas, tiramos dúvidas dos participantes e será uma grande avenida que Irati e estes bairros vão ganhar. A previsão é de que até o final do ano todos os projetos já estejam aprovados e encaminhados, para começar a obra no início do próximo ano”, disse.