notícias

Desenvolve Turismo quer fortalecer ecossistema do setor em Irati

Evento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) acontece na Câmara nesta quinta (24), das 18h45 até 22 h

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 
1º Desenvolve Turismo será realizado nesta quinta-feira, 24, na Câmara Municipal
O 1º Desenvolve Turismo, evento realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e pelo Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), quer fortalecer o ecossistema do setor em Irati. O evento será realizado na Câmara Municipal, nesta quinta (24), das 18h45 até as 22h.
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Emiliano Gomes, observa que as ações de turismo que serão apresentadas no evento foram elaboradas pelo COMTUR, que foi reativado após 14 anos. O Conselho de Turismo é presidido pela professora Elieti Fatima de Goveia, chefe do Departamento de Turismo da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro). O vice-chefe do Departamento, o professor Diogo Lüders Fernandes, também integra o conselho, que tem ainda outros sete turismólogos. A presidente da Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Paraná (Adecsul) Terra dos Pinheirais, Estela Mara Rosa, também participou da elaboração dessas novas estratégias para estimular o desenvolvimento do turismo na região.
O Desenvolve Turismo é uma ramificação do projeto Desenvolve Irati, voltado especificamente para esse setor econômico e vislumbra a participação de redes de hotéis, restaurantes, pousadas do interior e todos que trabalham direta ou indiretamente com o turismo. “O evento é especificamente para as pessoas que simpatizam com o turismo, para difundirmos novas ideias, mas, acima de tudo, mostrar em que pé o turismo está e quais ações estamos tratando no Conselho de Turismo de Irati, a fim de delimitarmos um planejamento estratégico”, afirma Emiliano.
Após a abertura, Maurício Pilati, da empresa Gralha Azul Turismo e Aventura, da cidade de Turvo (PR), apresenta um case de sucesso, às 19h15. Irati pretende apostar no turismo rural e no ecoturismo e esse nicho do turismo de aventura pode servir de modelo de inspiração para novas iniciativas locais, na perspectiva do secretário. “A Gralha Azul, do Turvo, conseguiu fazer um trabalho com 50 localidades rurais e montaram rotas turísticas para desenvolver o turismo local. Hoje, gente de fora do País está indo para Turvo devido ao trabalho que essa empresa conseguiu desenvolver”, explica.
O técnico florestal e biólogo Ademar Luís Brandalise fala sobre a Flona de Irati, às 19h45. A superintendente da Câmara Setorial de Turismo da Adecsul, Estela Mara Rosa, apresenta, às 20h, uma pauta voltada ao estímulo turístico no Centro de Irati. Estela elaborou um “city tour” que destaca pontos de interesse à visitação na área urbana, que será oficialmente lançado no Desenvolve Turismo.
A presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), Elieti de Goveia, faz uma apresentação às 20h15, sobre a retomada das atividades do órgão. Às 20h30, Maurinho Paluch comenta o festival de cerveja artesanal Garden Beer. Na sequência, os professores Diogo Lüders Fernandes e Poliana Cardozo, da Unicentro, falam sobre a reformulação do curso de Turismo.
Emiliano avalia que as edições anteriores do projeto DesEnvolve Irati, que já abordaram questões atinentes aos ramos da beleza e da educação, foram bastante proveitosas e espera que a do turismo seja da mesma forma. “Foram muito positivas e proveitosas, porque vemos que esse ecossistema precisa estar muito vivo. As pessoas que desenvolvem a cidade, em diferentes áreas, na parte empresarial e educacional, precisam tornar e manter isso muito vivo”, afirma. O secretário encaminhou à Câmara um projeto de lei que visa tornar o projeto DesEnvolve Irati um programa permanente.
Conforme o secretário, entre os temas debatidos nas reuniões do Conselho de Turismo desde o início do ano, está a questão das cachoeiras do Dallegrave e do Pinho e a limitação da exploração de seus potenciais turísticos em função da burocracia. Hoje, tanto uma quanto a outra estão em áreas que pertencem à União.
“Temos que começar a articular internamente nossas potencialidades, elaborar um mapa turístico para a cidade – um city tour – e também um city tour para a área rural e incentivar os empresários a investirem e ver que é possível fazer turismo, o que sabemos que é possível, através da iniciativa privada. Ficamos mais como um ente de articulação”, diz.
O evento é público e gratuito e qualquer interessado pode participar.