notícias

Candidatos ao Conselho Tutelar encaram debate no próximo dia 27

Debate ocorrerá na Câmara de Irati, das 19 às 21h, e será aberto a toda a comunidade

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 
A comunidade iratiense terá oportunidade de conhecer os 13 candidatos ao Conselho Tutelar, para o quadriênio 2020-2023, em debate que será realizado na próxima sexta-feira (27), na Câmara Municipal, das 19 às 21h. O regulamento do debate estabelece que todos terão o mesmo tempo para se apresentarem e exporem suas ideias à população.
Representantes da Comissão da Criança e Adolescente da OAB de Irati, da Secretaria de Assistência Social, do Núcleo de Estudos e Defesa dos Direitos da Infância e Juventude (NEDIJI) da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) formam a comissão organizadora do evento.
A presidente da Comissão da Criança e Adolescente da OAB de Irati, Mirian Guimarães, destaca que as entidades decidiram reeditar a experiência já realizada na eleição anterior. Este é o segundo debate entre candidatos a conselheiro tutelar. Nas eleições de 2015, a organização ficou por conta da Assistência Social, exclusivamente.
“Muitas pessoas não sabem como se elege o conselheiro tutelar, por isso muitos até dizem que ‘são sempre os mesmos’. Por isso, estamos disponibilizando para as pessoas o conhecimento, que usando da democracia e do seu direito de voto, pode escolher os novos conselheiros para a próxima gestão”, observa Mirian.
Em sua análise, a sucessiva repetição dos “mesmos nomes” na composição do Conselho Tutelar pode decorrer, até mesmo, da falta de conhecimento ou de interesse da população sobre o processo de candidatura. “São várias etapas até fechar o grupo de candidatos. Essas etapas são feitas pelo CMDCA. E também se deve à falta de informação de como votar, quando votar, quem pode votar. Por isso, sentimos a necessidade de fazer esse debate público”, diz.
O debate ocorre com a quantidade de candidatos a conselheiros tutelares que comparecerem ao local. O auditório será aberto meia hora antes, às 18h30, para credenciamento por ordem de chegada. O credenciamento se deve à limitação de espaço no Plenário da Câmara de Irati. “Quando completar todas as cadeiras, vamos ver quantos [o Plenário] ainda suporta que fiquem em pé. A partir do momento que fechar, infelizmente, não vamos conseguir deixar o pessoal entrar. Na medida em que alguém for saindo, podemos fazer um rodízio”, acrescenta Mirian. Parte das cadeiras do Plenário será reservada aos equipamentos que integram a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente. Todos os demais lugares ficam à disposição do público.
Após a abertura, a mesa será composta pelo mediador do debate e por autoridades convidadas pela Comissão Organizadora. Cada candidato terá um minuto para se apresentar.
Os candidatos serão submetidos a perguntas elaboradas por autoridades do Ministério Público; OAB; Vara da Infância e Juventude; pelo presidente da Câmara Municipal, Nei Cabral; pelo prefeito Jorge Derbli; pela Comissão Regional da Infância Segura e pela Secretaria de Assistência Social de Irati.
Nesta etapa, serão sorteados a autoridade e o candidato que vai responder. Cada autoridade pode fazer até duas perguntas – uma por vez – conforme o sorteio. A pergunta deve ser elaborada em 30 segundos e o candidato terá até um minuto para respondê-la.
O segundo bloco terá perguntas do CMDCA, do NEDIJI e da Comissão da Criança e Adolescente da OAB. Serão duas perguntas para cada candidato, segundo questionamentos pré-elaborados pelos integrantes da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente. As perguntas serão relacionadas ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e temas atuais. Cada candidato terá até um minuto para a resposta.
No último bloco, de Debate Público, os candidatos farão perguntas entre si. O primeiro candidato a perguntar será definido por sorteio, dando a ele o direito de escolher quem vai responder ao questionamento. Depois da escolha do candidato, será sorteado o tema. Nesta etapa, cada candidato vai poder formular uma pergunta e responder uma vez, até que todos participem.
O tempo para a formulação da pergunta será de 30 segundos, com até um minuto para resposta, outros 30 segundos para réplica e mais 30 segundos para a tréplica.
Confira a lista de candidatos e seus respectivos números: Ademir Carneiro – 222; Ana Célia Vaz – 643; Claudir Gutervil – 210; Daniele Ignacheski – 111; Dulce Cardoso – 140; Ederli – 777; Edineia Gonçalves de Oliveira – 333; Gisele Sequinel Gasparelo – 456; Jussara Nunes – 277; Mari Mufato – 132; Sônia Mara da Rocha – 345; Thiago Gorte – 123 e Vinícius da Guarda Mirim – 500.
Néli Krepki, que concorreria com o número 190, desistiu da disputa. Mesmo assim, o nome dela constará na urna eletrônica, pois não há tempo para retirá-lo. Porém, os votos computador para Néli serão anulados.
Serão eleitos cinco conselheiros tutelares titulares e cinco suplentes para o mandato 2020-2023.